domingo, julho 31, 2005

JUVENTUDE NACIONALISTA


JUVENTUDE NACIONALISTA | uma realidade para breve

"Naquilo que à Juventude Nacionalista diz respeito, entendo que esta é absolutamente fundamental, tendo vindo a acarinhar e a transmitir esta iniciativa.
No actual momento político, económico e social de extrema decadência e injustiça que Portugal e a Europa atravessam, existe uma natural reacção por parte da juventude desperta, que é por natureza rebelde e inconformista, embora generosa e idealista, e da qual uma boa parte tem notórias simpatias pelo PNR e pelas suas ideias.
Os jovens de hoje, são os homens de amanhã, e nós, Nacionalistas, não nos podemos dar ao luxo de desperdiçar este imenso potencial humano, passando-lhe ao lado.
Se não os cativarmos, doutrinarmos e mobilizarmos hoje para o nosso combate, uma coisa é certa: uma grande parte deles perde-se definitavamente para outros partidos ou para um eterno encolher de ombros burguês e de indeferença em relação aos destinos e descaminhos da Nação.
Confiei esta tarefa, apresentando-a como urgente desafio, ao Filipe Baptista e Silva, pois vejo nele as qualidades fundamentais para tal empresa: juventude, determinação, formação política e cultural e uma enorme capacidade de trabalho. Terá assim a tarefa de, em permenente coordenação e na dependência directa da Comissão Política Nacional, criar a estrutura nacional e a propaganda adequada a este fim.
Com os jovens de hoje, seremos poder amanhã!"

Ficam aqui os contactos e o nome dos responsáveis pela JN

Coordenador Nacional
Filipe Batista e Silva

Secretários Nacionais
Emanuel Guerreiro
Rita Vaz

Contactos:
Tel: 96 488 10 83
correio@juvenac.org
SITIO NA NET
correio@juvenac.org


--------------------------------------------------------------------------------

sábado, julho 30, 2005

RODRIGO EMÍLIO

Em memória de Rodrigo Emílio surgiu um site.

POLICIA NAS AULAS?

Peço a vossa atenção para este artigo de opinião publicado no jornal As Beiras.
Claro que o tipo de medidas preconizadas, não cortam o mal pela raiz, mas reflectem sem duvida o estado de insegurança a que chegamos na Europa.

sexta-feira, julho 29, 2005

COMUNICADO DA COMISSÃO POLÍTICA NACIONAL DO PNR



PNR RECLAMA PRISÃO EFECTIVA PARA INCENDIÁRIOS



Ante a apatia das autoridades perante mais uma vaga de fogos que ciclicamente devastam as florestas do nosso país, o PNR, para além de lamentar a inexistência de uma correcta política florestal, vem reclamar junto dos governantes a coragem necessária para promover a alteração do Código Penal, com vista ao substancial agravamento das penas previstas por fogo posto (que no máximo, o que jamais acontece, só pode ir até aos 10 anos) e que em caso algum a pena possa ser substituída por qualquer outro mecanismo, quer para os autores materiais, quer para os seus mandantes.

Os portugueses e o PNR não se podem conformar que, não obstante o inferno que todos os anos assola o nosso País, não haja nenhum incendiário desde 1998 a cumprir pena de prisão por tão hediondo crime.

FAZEM ANOS


Estes dois blogues estão de parabéns, pelo aniversário, mas sobretudo pelos magníficos textos com que nos brindam.

NOVA FRENTE

SEXO DOS ANJOS

O IDIOTA DA SEMANA

Cavaco Silva é um cidadão respeitável, merecedor da consideração dos portugueses. Exceptuando Guterres, foi o melhor primeiro-ministro de Portugal
PONTE EUROPA

quinta-feira, julho 28, 2005

Assembleia da República vai de férias

A SIC notícia que os deputados do sistema vão de férias, nós dizemos que eles estão de férias todo o ano.Como despedida deixam mais uma prenda aos funcionários públicos,e a promessa de um referendo sobre o infanticídio em massa.

Ontem Coruche, hoje no Bairro do INGOTE E ALHADAS, amanhã num lugar perto de si

O famoso bairro do Ingote viveu ontem momentos de terror. Conta as afirmações da policia, da Associação de Moradores, as pessoa que vivem no bairro temem pela sua segurança.

Mas a criminalidade no Distrito não se ficou por aqui.
Ontem à tarde uma casa na Rua de Campo Meão na freguesia de
Alhadas
, foi “invadida” por, pelo menos dois indivíduos, que amordaçaram a jovem que estava no seu interior, deixaram tudo “em pantanas” e, pelo menos aparentemente, nada roubaram

quarta-feira, julho 27, 2005

PENEDO DA MEDITAÇÃO

A chuva finalmente deu sinal, pouca para as necessidades mas suficiente para estragar uns dias de ferias a alguns.
Os camionistas protestaram pelas nossas estradas a exemplo de muitos outros sectores de trabalhadores, o estado de graça dado ao Sr. Eng. desapareceu, mas a falta de medidas para resolver a crise e o agravamento das más condições de vida para a maioria dos portugueses continua.
Um grupo de 13 economistas publica hoje na imprensa um manifesto que alerta para o risco das grandes obras públicas em Portugal.
Dizem que o investimento público não faz milagres e que os projectos podem ser desastrosos para o país. O governo contra tudo e contra todos vai fazer certamente ouvidos de mercador.
Soube-se também que foi desmantelado mais uma rede de trafico de droga com sede em Portugal, e Espanha, fazendo parte do mesma um Guarda Prisional, nada que nos surpreenda, já vai sendo habitual.
Pelo distrito continuam a chegar noticias sobre os diversos candidatos dos partidos do sistema às autarquias, trocas baldrocas, virar de casacas, também já não nos causam admiração.
Estamos em plena época de festivais de musica, alguns patrocinados por uma bebida qualquer. Musica para todos os gostos e muita droga à mistura.
Sera que o aparato e medidas policiais, vai ser directamente proporcional ao utilizado num certo concerto, promovido por nacionalistas?

terça-feira, julho 26, 2005

António de Oliveira Salazar


Faz no dia 27 de Julho 35 anos que moreu o Dr António de Oliveira Salazar.

Ota e TGV vão sair caros

arquivo cm O investimento global no TGV poderá ascender a 15 mil milhões de euros em Portugal
A construção do aeroporto da Ota e o alargamento da linha férrea ao comboio de alta velocidade (TGV), cujo investimento global rondará cerca de 20 mil milhões de euros, poderão custar a cada português cerca de dois mil euros.
Mas então o governo de Sr. Eng. não têm pedido contenção e sacrifícios aos portugueses? Então e agora são a eles a gastar. Então agora já não estamos num período em que é preciso fazer baixar a despesa publica?

. Eça de Queirós. Ano de 1871

Eça de Queirós. Ano de 1871

Estamos perdidos há muito tempo...
O país perdeu a inteligência e a consciência moral...
Os costumes estão dissolvidos, as consciências em debandada...
Os caracteres corrompidos....
A prática da vida tem por única direcção a conveniência...
Não há princípio que não seja desmentido...
Não há instituição que não seja escarnecida...
Ninguém se respeita...
Não há nenhuma solidariedade entre os cidadãos...
Ninguém crê na honestidade dos homens públicos...
Alguns agiotas felizes exploram...
A classe média abate-se progressivamente na imbecilidade
e na inércia...
O povo está na miséria...
Os serviços públicos são abandonados a uma rotina dormente...
O Estado é considerado na sua acção fiscal como um ladrão
e tratado como um inimigo...
A certeza deste rebaixamento invadiu todas as consciências...
Diz-se por toda a parte, o país está perdido...!!!
Algum opositor do actual governo...???


NÃO...!!!
-------------------------------------------------------------------------------------
Este texto do nosso Eça , poderia ter sido escrito hoje, apenas com uma pequena correcção, Portugal têm oposição ao governo. PNR O PARTIDO DE PORTUGAL

segunda-feira, julho 25, 2005

Nova pagina do PNR

Já esta on line a nova pagina do PNR

Europids, afro-americanos, caucasianos...

Não podia deixar de mencionar este artigo de opinião que li no Diário As Beiras da autoria de Salvador Massano Cardoso

FIGUEIRA DA FOZ - Leirosa poderá manifestar-se em defesa da costa

A Praia da Leirosa poderá vir a manifestar-se contra a falta de obras de protecção da sua costa.

O mar avança a passos largos na Praia da Leirosa. Nos últimos quatro anos, avançou entre 15 a 20 metros. Administração central embargou a obra que pretendia proteger a localidade, enquanto isso os habitantes estão preocupados e se nada for feito prometem agir.
Se fosse para construir uma vivenda para um politico do sistema tudo seria diferente.
VEJA AQUI

domingo, julho 24, 2005

Encontro Nacionalista do Norte e Centro - Porto

Decorreu no passado dia 23 de Julho, na cidade do Porto, o Encontro Nacionalista do Norte e Centro, um evento inédito no seio movimento nacionalista português. Organizado pelo PNR-Porto e pela FN, este evento reuniu mais de 60 pessoas e destinou-se a promover o convívio entre nacionalistas e o debate de questões relacionadas com a organização interna do movimento nacionalista em Portugal.

A mesa foi presidida por José António Pombal (Relações Internas do PNR). Presentes na mesa estiveram também o Presidente do PNR, José Pinto-Coelho, o Delegado da distrital do Porto, Carlos Branco, o Coordenador Nacional da Juventude Nacionalista, Filipe Batista e Silva e os representantes da FN e da TIR, Nuno Bispo e António Soares, respectivamente.

Cada elemento da mesa teve alguns minutos para fazer uma breve intervenção, a que se seguia um período de perguntas e respostas. Foram abordados aspectos diversos da vida do movimento nacionalista e, em particular, do PNR. Questões práticas de militância e de ideologia não deixaram de ser igualmente discutidas.

O Presidente do PNR apelou à unidade dos nacionalistas em torno do PNR e teve ainda oportunidade para esclarecer os presentes da situação interna do Partido, decorrente da recente Convenção Nacional. O Delegado do PNR-Porto falou dos perigos da imigração extra-europeia. O Coordenador Nacional da JN fez uma breve apresentação daquilo que será organização e modus operandi da Juventude Nacionalista e apelou a um espírito combativo de todos os Portugueses, em especial dos nacionalistas, em oposição à actual sociedade materialista e de consumo, que paralisa os instintos de identidade e auto-defesa. O representante da FN sublinhou o apoio desta organização ao PNR. O representante da TIR abordou brevemente três dos principais perigos que enfrenta a sociedade portuguesa: a mudança da lei nacionalidade, que irá consagrar o Solo, ao invés do Sangue, como principal factor de nacionalidade; a quebra demográfica e o lóbi homossexual.

No final do Encontro, o Hino Nacional foi cantado com todo o vigor.

No mesmo dia, e no âmbito deste Encontro, decorreu em Sta. Maria da Feira um almoço organizado por nacionalistas do distrito de Aveiro, que contou com cerca de 30 nacionalistas vindos de Lisboa, Coimbra, Porto e Aveiro. Após este almoço, a caravana rumou para o Porto, juntando-se aos restantes nacionalistas do Norte.

Presidência da Câmara de Portugal

Já se perfilam os próximos candidatos para as eleições presidenciais.
Entre um vaidoso arrogante, um queimador de bandeiras nacionais, e um traidor que venha o diabo e escolha.
O PCP ainda não se pronunciou, deve estar procurando um elemento daclasse “operária” com formação Universitária e estagio em Moscovo.
Para o Bloco de Esquerda, aqui vai a sugestão do Coimbra Nacional, Bibi a Presidente já.

“Arrastão” abre Citemor

O Citemor é um festival de teatro que já à largos anos têm lugar em Montemor o Velho, este festival patrocinado pela câmara laranja do Concelho vai agora exibir o documentário da “jornalista” bloquista Adrina Andringa sobre o arrastão. Já sabíamos que este festival era um ajuntamento daqueles “artistas” cujos “espectáculos” são de muita baixa qualidade, e que não fora os subsídios nunca teriam possibilidade de os levar à cena. Este festival costuma encerrar com uma Rave, e muita droga. Esperemos que os montemorenses, para além do filme não tenham de ver cenas ao vivo a exemplo do que aconteceu no Algarve.

quinta-feira, julho 21, 2005

Encontro Nacionalista do Norte e Centro de Portugal

23 de Julho - Encontro Nacionalista do Norte e Centro de Portugal. Porto, 15h30. MAIS INFORMAÇÕES .
Local: Salão Nobre da Junta de Freguesia de Sto. Ildefonso, Porto (Rua Gonçalo Cristóvão, perto do edifício do Jornal de Notícias). Ver mapa .

Reunião do núcleo do PNR-Coimbra


Reunião do núcleo do PNR-Coimbra, dia 22 de Julho às 15h00.
Para mais informações: coimbra-nacional@hotmail.com

Londres: Confirmados quatro engenhos explosivos

Londres - O chefe da polícia de Londres, Ian Blair, adiantou esta quinta-feira, em conferência de imprensa, que foram colocados quatro engenhos explosivos, em três estações do metropolitano e num autocarro. As autoridades procuram agora um suspeito alegadamente asiático.

Quem faz um cesto faz um cento
Não é possível estar bem com Deus e com o Diabo.
Já ninguém espera que os políticos do sistema tenham mão na imigração, isso seria mexer com interesses, com os quais eles estão comprometidos até á medula. Esperemos é que o povo Inglês , aprenda alguma coisa com estes tristes acontecimentos, e comece a apoiar aqueles que realmente estão interessados em os defender. Este recado vai também para Portugal, pois o nosso país enquanto colaborador com a invasão do Iraque esta na lista negra dos fundamentalistas. O nosso país é um paraíso para este tipo de atentados, com uns serviços secretos a precisar de óculos de lentes bem fortes, e uma completa falta de treino e informação para este tipo de situações , seria de facto uma situação catastrófica.

Espelho dos tempos que correm.

Uma desgraça nunca vêm só lá diz o ditado mas se à mesma acrescentar-mos o desleixo a falta de cultura de segurança, o desrespeito pela cultura e pelo ambiente, então podemos juntar o leque de noticias tristes, espelho dos tempos que correm.
Noticia 1
Noticia 2
Noticia 3
Noticia 4
Noticia 5

Cunha não suporta pressão

Cansaço, motivos pessoais e familiares foram as razões invocados por Luís Campos e Cunha para se demitir de ministro de Estado e das Finanças. Esta foi a versão oficial ontem avançada para a primeira remodelação cirúrgica ‘forçada’ no Executivo de José Sócrates, com apenas quatro meses de vida. O novo ministro das Finanças será Fernando Teixeira dos Santos, actual presidente da CMVM (Comissão do Mercado de Valores Imobiliários), que hoje mesmo ao meio dia é empossado em Belém, pelo Presidente da Republica.
O que está por traz desta “remodelação", fica no segredo dos deuses rosas....

quarta-feira, julho 20, 2005

Al-Qaeda lança ultimato aos países com militares no Iraque

Bruxelas - A rede terrorista Al-Qaeda emitiu um ultimato aos países europeus para retirarem as suas tropas no Iraque até ao dia 15 de Agosto, caso contrário cometerá mais atentados na Europa.Onde sera desta vez num local perto de si.Como continua a confiar em políticos que não o protegem.

Faleceu aos 71 anos, vítima de ataque cardíaco John Tyndall

Faleceu aos 71 anos, vítima de ataque cardíaco John Tyndall, fundador do British National Party.
Considerado um homem de coragem pelas suas atitudes e acções enquanto líder no movimento nacionalista Inglês e respeitado por toda a Europa. É reconhecida a sua teimosia e audácia na luta pelos seus ideais, por isso é que hoje temos o BNP.
Não poderíamos deixar de referenciar a morte deste camarada Inglês, que se caracterizava por ser um crítico com uma pena fácil e por ter dons de oratória difíceis de igualar.
Prestamos a nossa homenagem, e enviamos os nossos sentimentos à sua esposa Valerie e filha, assim como aos camaradas ingleses

MOBILIZAÇÃO DE CANDIDATOS

O PNR tenciona concorrer às eleições autárquicas do próximo dia 9 de Outubro de 2005, contando para isso apresentar várias listas.

As eleições autárquicas exigem milhares de candidatos e uma enorme carga burocrática. Mesmo assim, o PNR decidiu avançar, em algumas autarquias, para mais este desafio com o objectivo de implantar o partido e conquistar mais Portugueses para a alternativa Nacionalista.

Para tal, precisamos do maior número possível de candidatos. Um número grande de candidatos permirtir-nos-à concorrer a mais Autarquias, Assembleias e Juntas.

A participação de todos os nacionalistas e patriotas, filiados ou não no PNR, é essencial para que o único partido nacionalista português possa ter uma presença digna e forte em mais este acto eleitoral. Se puder, tome a iniciativa de constituir uma lista própria na sua Câmara, Assembleia ou Freguesia (ver ponto 5).

Uma boa participação do PNR nas Autárquicas está na mão de todos os nacionalistas e patriotas! Não fique à espera que o PNR faça o trabalho que a si compete fazer!

Se deseja ajudar o PNR disponibilizando o seu nome para as listas, por favor, siga as seguintes instruções:

1. Faça o download e imprima os seguintes documentos:

a) Certidão de eleitor

b) Declaração de Candidatura

2. Preencha a certidão de eleitor, dirija-se à Junta de Freguesia onde está recenseado e peça a assinatura e carimbo por parte do Presidente da Comissão Recenseadora.

Notas: A Junta de Freguesia tem três dias úteis para devolver a certidão devidamente assinada e carimbada (selo branco). Se a Junta de Freguesia decidir refazer a certidão, certifique-se que todos os dados pessoais estão incluídos no novo documento. A ida à sua Freguesia serve apenas para validar a Certidão de eleitor, e não para concorrer à mesma (os candidatos pelo PNR serão colocados de acordo com os critérios a estabelecer pela Comissão Política Nacional do PNR).

3. Preencha a Declaração de Candidatura.

4. Envie ambos os documentos para o PNR até ao dia 5 de Agosto.

a) Se vive na metade Sul do país, envie para:

PNR
Apartado 8178
1802-001 Lisboa

b) Se vive na metade Norte do país, envie para:

PNR-Porto
Apartado 7059
4051-901 Porto

5. Se pretender constituir uma lista própria na sua localidade, proceda aos passos acima descritos e contacte-nos até ao dia 29 de Julho, a fim de pudermos proporcionar o apoio e a coordenação necessários.

Em caso de qualquer dúvida, contacte o PNR:

Email: pnr.porto@portugalsempre.com
Telefone: 91 764 75 32

EÓLICAS ILUSÕES

No Bartoon, o cartoon diário do PUBLICO :

- E energia eólica tem tudo para dar certo. Aliás, já é utilizada na classe política.
- Na classe política?
- Há sempre gente a virar-se para onde soprar o vento.

Desemprego cresceu 45 por cento na região

A região Centro perdeu, nos últimos três anos, 20 mil postos de trabalho, com a conjuntura actual bem mais adversa os números serão sem duvida muito maiores.
A região centro e particularmente o Distrito de Coimbra, têm perdido postos de trabalho a olhos vistos, as políticas autistas dos diversos governos do sistema,em nada têm alterarado a situação.

terça-feira, julho 19, 2005

O Manel de Argel

A presidência da Câmara de Coimbra , numa atitude eleitoralista vai colocar uma estatua do Manel de Argel num local da cidade. Esta personagem é de facto identificadora do país em que vivemos. Um país de traidores , desertores e cobardes.
O Manel até esta inchado e “emocionado” com esta atitude, e não atribui à mesma qualquer motivo politico. Sera que aquele que aos microfones da Radio Argel, manifestava a sua alegria, quando um soltado português morria em África, esta convencido que a homenagem têm a ver, com alguma coisa que escreve e a que pretensiosamente chama poesia?

IVA leva empresas portuguesas a mudar sede para Espanha

Nos últimos dois meses pelo menos várias dezenas de empresas alteraram a sua sede para Espanha. Tratam-se de pequenas e médias empresas que se dedicam à exportação de mercadorias e que com o aumento do IVA para 21% preferem operar a partir de Espanha, conseguindo assim diminuir os seus custos financeiros. Um movimento que está apenas a começar avisa a Associação Nacional de Pequenas e Médias empresas.

Concurso «Imagens da Física» lançado pela Universidade de Coimbra

Coimbra - No âmbito do Ano Internacional da Física (AIF), o departamento de Física da Universidade de Coimbra promove a 1/a edição do concurso «Imagens da Física», aberto ao público em geral.

segunda-feira, julho 18, 2005

Os excluídos úteis da extrema-esquerda

O Batalha Final continua a comentar os acontecimentos de Londres, vale a pena uma visita a este blogue para ler mais um magnifico texto.

Participações à polícia aumentaram 34% em dez anos

Foi comentado no Coimbra Nacional, o facto de as participações de crimes à policia ter diminuído no ultimo ano. Agora são divulgados os
números
dos últimos dez anos e tudo fica claro. O clima de insegurança que todos sentimos por este país fora, é real ao contrario do que nos pretendem fazer crer.
Entretendo soube-se hoje que Portugal passou do 8º lugar para o 5º em relação ao crime violento na Europa.
Apesar das participações dos crimes terem aumentado, Portugal é um dos 17 países, (entre os quais França, Canadá, Suécia, Austrália, e Finlândia) onde as vítimas menos se queixam às polícias. Dados do programa «International Crime Victim Survey» revelam que apenas uma em cada três vítimas (32%) de crime se queixa às autoridades.
A justiça do sistema esta mais preocupada em defender os criminosos que as vitimas, sendo que em muitos dos casos se trocam os papeis, e nalguns julgamentos a avaliar pela atitude com que são interrogados os queixosos e as autoridades policiais, mais parece que estes estão a ser culpabilizados por interromperem o “trabalhinho” do criminoso.

O idiota da semana

Durão Barroso chamou também a atenção da Europa para o facto de não se poder olhar a China como prejudicial para a economia europeia apenas porque há fábricas que fecham devido à chamada deslocalização.

sábado, julho 16, 2005

Mad in brasil

Primeiro vieram as telenovelas, depois os dentistas, bruxos e artistas, em seguida veio a prostituição o trafico de droga e o love parade, depois veio o arrastão, agora acabado de chegar, ou pelo menos de se saber chegou o mensalão.

Já nos levaram a terra agora querem levar o mar

Os pescadores Figueira da Foz realizaram uma acção de protesto, onde não faltaram acusações de corrupção, falta de apoios, e concorrência desleal. Para “ajudar” os pescadores queixam-se dos aumentos dos combustíveis que vieram agravar mais as despesas, com a safra.
Por onde andara o Ministro da tutela? A criar um novo imposto com o seu colega das finanças? Pelos stands a trocar de carro ou nalguma viagem?
VEJA AQUI

sexta-feira, julho 15, 2005

Coincidências II

Os sindicatos dizem que a adesão à greve de hoje ronda os 75%, o governo diz que a adesão foi na ordem dos 15%, o Coimbra nacional gostava de saber qual a relação da disparidade destes números, e a grande percentagem de chumbos na cadeira de matemática do 9º ano.

Criminalidade

Enquanto os políticos do sistema tentam enganar o povo, fazendo crer que a criminalidade esta controlada, as noticias encarregam-se de os desmentir.
Por outro lado começa a ser habitual a tentativa e fuga de presos da cadeia de Coimbra . Vivemos mesmo na Republica das bananas, e do deixa andar.

O IDIOTA DA SEMANA

António Vitorino defendeu ontem que as fronteiras na União Europeia devem manter-se abertas, considerando que o seu fecho “não é solução para nada”.

quinta-feira, julho 14, 2005

Góis Arte 2005




15 de Julho
19:00 Horas Auditório da Casa do Artista
Sessão solene de abertura do GóisArte 2005 sob o signo de Alice Sande
Apresentação das "Histórias da Margarida"
Inauguração da Exposição "Alice Mora Aqui"
21:30 Horas Praia Fluvial da Peneda
Espectáculo de Abertura do GóisArte/2005
Grupo de Dança da AERG
Academia de Bailado de Coimbra
Rancho da AERG
23:30 Horas Praia Fluvial das Canaveias - Vila Nova do Ceira
Concerto com o Quinteto "Ensaios da Noite"

16 de Julho
10:00 Horas Parque do Cerejal
Arte ao Vivo e Animação de Rua
21:30 Horas Casa de Cultura e Recreio Claudino Alves de Almeida - Cortes
Concerto com a "Force Band" - Orquestra Ligeira da AERG
21:30 Horas Igreja Matriz de Góis
Actuação do Coro Notas Soltas de Vila Franca de Xira
Recital de Música Sacra "Vox Angelis Concertos"

17 de Julho
10:00 Horas Parque do Cerejal
Arte ao Vivo e Atliers
19:00 Horas Auditório da Casa do Artista
Apresentação da obra
"Sob o signo de Alice Sande, a miniaturista" - Projecto para a sua Casa Museu
23:00 Horas Praia Fluvial da Peneda
Espectáculo de Encerramento com o Fadista CAMANÉ

quarta-feira, julho 13, 2005

Minas de urânio afectam saúde das populações de Canas de Senhorim

O Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge realizou um estudo que comprova que as minas de urânio da Urgeiriça, em Canas de Senhorim, afectam a saúde da população, podendo ser a causa dos casos de cancro que têm afectado várias pessoas da localidade. CANAS E SENHORINS

Queimaduras foram fatais para bombeiro

O bombeiro que sábado passado sofreu graves queimaduras quando combatia um incêndio na Pampilhosa da Serra não resistiu aos ferimentos e faleceu ontem, no Hospital de S. José, em Lisboa.
À família bem como corporação e Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pampilhosa da Serra, o Coimbra Nacional, e o núcleo do PNR Coimbra, apresentam as mais sentidas condolências.
Paulo Jorge Piedade, de 34 anos, bombeiro daquela corporação há 17 anos, sera sempre lembrado como um herói, que morreu no cumprimento do dever, que pôs os interesses da comunidade acima dos seus.
(Associação dos Bombeiros Voluntários de Pampilhosa da Serra Av. dos Bombeiros Voluntários, 3320-200 P. Serra 235 594 122 )

Coincidências

Haverá alguma relação entre o numeroso numero de chumbos na cadeira de matemática do 9ª ano e os constantes erros detectados no orçamento de Estado?

XV EXPOFACIC CANTANHEDE

A XV Exposição/Feira Agrícola Comercial e Industrial de Cantanhede decorre de 22 a 31 de Julho. No parque de exposições de Cantanhede.
Para além da vertente Agrícola, Comercial e Industrial, o certame contempla ainda iniciativas dedicadas ao artesanato e gastronomia do Concelho de Cantanhede e um vasto programa de animação, com a realização em 3 palcos colocados no recinto da feira, de espectáculos de natureza cultural desportiva e artística, contando com a participação das Juntas de freguesia, Escolas e Associações do Concelho.
Informações .

terça-feira, julho 12, 2005

COMUNICADO DA COMISSÃO POLÍTICA NACIONAL DO PNR



O PNR e a Lei da Nacionalidade

O governo anunciou a sua intenção de, com carácter de urgência, rever a Lei da Nacionalidade, com vista a tornar mais fácil a obtenção da nacionalidade portuguesa e consagrar o «jus solis». Quer isto dizer que a nacionalidade portuguesa será concedida a quantos nasçam em Portugal, quaisquer que sejam as suas origens.

A medida visa, segundo os que nos governam, facilitar a «integração» social dos imigrantes. Trata-se ou de ignorância, ou de má-fé! Por um lado, a maior parte dos imigrantes não quer ser «integrada», antes exige viver de acordo com os costumes e usos de seus antepassados; por outro lado, a «nacionalização» destes estrangeiros vem dificultar ou até mesmo impedir a indispensável expulsão ou repatriamento dos mesmos nos casos em que cometam crimes, por exemplo

O PNR entende por isso que, a ser alterada, a legislação deve caminhar no sentido da consagração do «jus sanguinis», à semelhança do que ocorreu já noutros Estados da União Europeia, como a Irlanda.

Os Portugueses são os filhos dos Portugueses. A nacionalidade não se compra; herda-se.


11 de Julho de 2005

segunda-feira, julho 11, 2005

Moradores de Relvios reclamaram na Assembleia Municipal

Munícipes contra poluição da ribeira de Arouce

Moradores da freguesia de Foz de Arouce queixam-se de maus cheiros vindos das águas da ribeira de Arouce. Acreditam que a poluição não seja só lama e lodo, mas sim esgotos provenientes da ETAR que, segundo eles, funciona mal, ou não funciona

Depois de inaugurarem com pompa e circunstancia ,as ETARs os nossos autarcas acabam muitas vezes por as “abandonar”, fazendo com este caso não seja único.
Caricata a resposta da Câmara, tipo não deixes para amanhã o que podes fazer depois de amanhã, ou nunca.

Mira campeonato Europeu de Hóquei em Patins Feminino 20005

Para quem gosta de esta modalidade, e deseja estar presente no campeonato, deixamos aqui um site com toda a informação.

Zangam-se as comadres contam-se as verdades

Os elementos da junta de Freguesia de
Torres de Vilela
andam de candeias às avessas.
Questões de dinheiros certamente. Questões de partilhas talvez.

domingo, julho 10, 2005

EXPOFigueira de portas abertas

Com a presença de 108 expositores da região, que ocupam uma área superior a 20.000 m2, foi ontem inaugurada a 11.ª EXPOFigueira . O certame, organizado pela Associação Comercial e Industrial da Figueira da Foz, continua à procura de um espaço polivalente definitivo para que o tecido empresarial da região possa, ao longo do ano, promover os seus produtos.

ATENTADO DE LONDRES

O atentado terrorista de Londres visto pelos nacionalistas.

Pena e Espada
Nova Frente
Batalha Final

Bombeiro sofreu queimaduras graves

Três bombeiros feridos, um deles em estado crítico, é resultado de um fogo florestal na Pampilhosa da Serra. Noutro incêndio, em Miranda do Corvo, houve povoações em perigo. VEJA AQUI
Para quando uma política de prevenção e combate aos incêndios eficaz.
O ano passado o PS criticou duramente o governo PSD/CDS relativamente a este assunto, agora, trocam os papeis, mas os resultados são os mesmos.

sábado, julho 09, 2005

Figueira da Foz, aumentos podem chegar aos 118 por cento: Água mais cara do que previsto pela autarquia.

Aumentos podem chegar aos 118 por cento: Água mais cara do que previsto pela autarquia.

O preço do custo da água na Figueira da Foz vai, de acordo com um movimento cívico, aumentar entre "80 a 118 por cento" até 2010. A conclusão chega em forma de "preocupação" de movimento de cidadãos que, contestam os novos tarifários de água na Figueira da Foz. Os consumidores fizeram contas e revelam que, afinal, os aumentos globais serão "maiores" do que o anunciado pela autarquia, a quem acusam de "mentir". A câmara mentiu aos consumidores. Com a agravante de que para além dos aumentos extraordinários aprovados pela autarquia ainda há que acrescer a taxa de inflação.
Já aqui tínhamos feito eco a este problema, é escandaloso o que se esta a passar. As empresas municipais, são mais uma invenção dos políticos do sistema, assim como assim os Srs. vereadores podem acumular ao ordenado camarário, mais uns tostões que lhes paga a empresa municipal. Por outro lado os munícipes nada ganham com esta transformação, antes pelo contrario, estas empresas trazem os vícios e defeitos, do departamento que lhes deu origem, e como começam a ser geridas, para dar lucro, acabam sempre por vir a encarecer os serviços.

sexta-feira, julho 08, 2005

Manual de treino da Al-Qaeda

Logo a seguir ao atentado de Londres, os “ defensores dos fracos e oprimidos”, começaram a tentar desvalorizar o mesmo. Para que conheçam melhor esta organização deixo aqui o seu
Manual de Treino
.

Usurpação da Nacionalidade



A Nação é a comunidade de indivíduos que tem em comum uma raça, uma etnia, uma língua e uma consciência nacional. Uma Nação é pois um dos graus da estirpe, a par da Família, da Etnia e da Raça. Consequentemente, só pode fazer parte de uma dada Nação, quem nasça no seio de famílias pertencentes a essa Nação. Assim, a Nação herda-se – nunca se compra, nem se adquire por meio de «serviços» (que é o mesmo que comprar), nem tampouco pelo nascimento num determinado local.

Se esta última condição fosse válida para garantir a pertença a uma dada Nação, então também seria válida para estabelecer a pertença a uma dada família. Suponha-se por exemplo que uma família Costa dava abrigo em sua casa a uma pobre mulher desconhecida que estivesse prestes a dar à luz. Será que o filho nascido debaixo do tecto da família Costa, teria direito a herdar a casa da família Costa? Nenhum direito, como é bom de ver.
Mais: em sendo a mulher da família Silva, o seu filho, nascido no domicílio dos Costa, só teria direito ao que pertencesse à família Silva, porque o seu sangue assim o determinaria.

Ora, uma Nação é como uma família maior; e o território de uma Nação é como a sua casa. Conclui-se, facilmente, que só é membro da Nação quem seja filho de pessoas dessa Nação, nascendo ou não em território nacional. É por isso que o único critério de nacionalidade legítimo é o do Ius Sanguinis, isto é, o Direito de Sangue: só deve ser cidadão nacional quem seja filho de cidadãos nacionais.

Ora, à luz do que aqui fica exposto, será que um imigrante pode ser cidadão nacional? Evidentemente que não. E o filho do imigrante, mesmo que nasça em território nacional, tem direito a ser cidadão nacional? Evidentemente que não, pelo mesmo motivo que os seus pais estão excluídos da Nacionalidade. Nada mais legítimo.

No entanto, há quem tenha tal ódio às diferenças entre os homens, à simples existência de raças, de etnias, de famílias até e, no que nos interessa neste caso, de nações, que tudo faz e tudo fará para que todas as fronteiras naturais entre os homens sejam abolidas – para que todos os elementos que definem identidades sejam por fim suprimidos. Estes, que assim pensam, são os universalistas. Toda a Esquerda é universalista – e o governo que dirige Portugal neste momento, sendo fundamentalmente de Esquerda (por mais pormenores ditos «direitistas» que alguns lhe atribuam), vai impor, amanhã, a alteração à lei da Nacionalidade, fazendo com que, a partir de agora, todos os filhos de imigrantes legalizados que nasçam em Portugal, passem a ser automaticamente portugueses. Deste modo, o poder esquerdista (do governo, mas também da ralé adjacente, porque as principais forças da comunicação social e da «intelectualidade» estão certamente a favor de tal medida, basta ver que nenhum partido com assento parlamentar se opôs a essa obscenidade) pega na noção de Nacionalidade e esvazia-a por completo, em nome do seu ideal universalista.

Todo o governo é nada mais do que um órgão eleito pelo povo que tem por função administrar o Estado. Mas o Estado não é a Nação. O Estado é tão-somente uma instituição ao serviço da Nação. O Estado é pois regido pelo governo – mas o governo não tem o direito de alterar a própria essência da Nação, porque não pode ir além das suas competências, que são, repita-se, meramente administrativas.

Assim, este governo mexe no que não lhe pertence – porque em sendo a Nacionalidade um direito de todos os Portugueses, nenhum português tem o direito de a alterar, pois que, actuando desse modo, interfere com o que também pertence aos outros portugueses.
Voltando ao exemplo concreto que foi dado acima a respeito das famílias, o que o governo está a fazer é como se um dos membros da família Costa decidisse que o recém-nascido da família Silva, também teria direito à propriedade dos Costa – seria, obviamente, um gesto de injusta arbitrariedade. O que o actual governo socialista está a fazer em Portugal, é pois um crime contra a Nação – e, se houver justiça no Destino, um dia os seus responsáveis serão julgados em tribunal.

Retornando, uma vez mais, ao exemplo das famílias... suponha-se que o filho da mulher Silva, mudava de apelido, passava a chamar-se Costa... quer isso dizer que a família Costa teria de o reconhecer como membro da família Costa, e, portanto, com todos os direitos de herança que têm os filhos da família Costa? Tal aceitação da parte dos Costa, seria um absurdo lógico. Do mesmo modo, o facto de o governo socialista resolver dar um bilhete de identidade nacional a todos os alienígenas nascidos em Portugal, não deve ser levado em linha de conta pelo Povo consciente. Trata-se de uma situação aberrante que, um dia, talvez possa ser corrigida – e com efeitos retroactivos, por mais que isso custe a alguns.

Porque é que o governo socialista resolve tomar uma medida desta envergadura precisamente nesta altura? Repare-se:

Num momento em que todas as sondagens da opinião pública, revelam, sem deixar margem para dúvidas, que o Povo não quer mais imigrantes, e, especialmente, não quer mais africanos;

Numa altura em que certa sondagem em concreto revelou que o Portugal está em quarto lugar na Europa em termos de hostilidade à imigração;

Num cenário político-social em que se torna óbvio que o Nacionalismo pode crescer em Portugal tanto como cresceu em França, por exemplo (onde Le Pen aterroriza meio mundo), como a manifestação de dia 18 de Junho sobejamente o demonstrou, marcando bem a espontânea aderência popular aos ideais nacionalistas (já que nenhum partido consegue convocar manifestações com tanta gente não militante);

Numa situação destas, a elite político-intelectual que governa o País, resolve pura e simplesmente acelerar o passo: apressar o processo de «universalização» de Portugal, isto é, de diluição do Povo Português, para que as forças nacionalistas não tenham tempo de crescer. Com a população não portuguesa a aumentar de número e a possuir direito de voto, aumenta também a quantidade de cidadãos que nunca votarão no Nacionalismo, mas sempre nos partidos de ideal universalista.

As «elites» de Esquerda querem pois que o resultado da sua acção seja irreversível. Há também, nessas fileiras universalistas, quem siga a moral de dar a outra face – e, perante a violência crescente perpetrada por «jovens» filhos de imigrantes, a Esquerda opta por dizer «Não nos batam, não vêm que nós gostamos de vocês e queremos que vocês sejam dos nossos?»
Ora, a ralé criminosa, com o seu instinto predatório da selva, percebe o sentido de tal atitude: percebe que se trata de pura e simples fraqueza. Percebe que se trata de uma profunda recusa da resistência.
Ora, o criminoso, o abusador, o agressor, o provocador, o que quer mostrar que ele é que manda


Esse tipo de sujeito, fica comovido por atitudes de fraqueza?

O Povo sabe bem que quem muito se agacha, acaba por mostrar as nádegas. No dia Dez de Junho, a escumalha criminosa africana resolveu mostrar aos Portugueses quem é que mandava. Fez o que fez numa praia, e que já tinha feito noutras ocasiões. Nenhum dos integrantes dessa escumalha foi preso. No dia seguinte, fizeram o mesmo no Algarve. Poucos dias depois, assaltaram livremente quem lhes apeteceu, na linha de Sintra. Houve até portugueses que ficaram feridos ao saltarem do comboio: tal foi o pânico que sentiram.

Em suma, a escumalha criminosa percebe, perfeitamente, que faz o que quer e lhe apetece sem que a «sociedade racista!!!» (que eles acusam...) lhes aplique o menor castigo. E se aparece algum cidadão, menos entorpecido, a querer dar-lhes o devido correctivo, eles, criminosos, sabem que haverá logo um coro de «castrati» a cantarolar loas ao anti-racismo e a vituperar quem se quer pura e simplesmente defender dos criminosos alienígenas.

E depois de tudo isto, o governo até lhes dá cidadania. O resultado?

A escumalha criminosa percebe que a táctica da violência resulta. E, evidentemente, continua a proceder como sempre procedeu, mas de um modo cada vez mais grave e ofensivo da dignidade dos Portugueses. E se alguém resolver falar em travar a imigração e repatriar os criminosos alienígenas, aparecerá uma ou várias formas sub-humanas de vida a responder «Ai não!, agora já não pode ser, porque agora, já são portugueses...»
Aliás, isto foi realmente dito, a propósito do arrastão – um porta-voz do CDS/PP chegou mesmo a dizer, na Assembleia da República, que os jovens que fizeram o arrastão de Carcavelos, «são portugueses», e frisou-o bem frisado.

Com a nova lei, essa abjecção, esse NOJO REVOLTANTE, repetir-se-á em frequência e em intensidade. E é por isso que digo e repito: o verdadeiro Povo não pode reconhecer a validade da alteração legal da lei da Nacionalidade. E não pode porque o governo não tem legitimidade moral para o fazer. Falo pois do direito à desobediência civil, previsto na Constituição.
Efectivamente, o Povo tem o direito de resistir aos abusos de poder – isto, até os democratas mais abrilistas reconhecem, como por exemplo o BE, que andou a dar colóquios à sua jumentude, ensinando-lhe técnicas de desobediência civil.

Daí se conclui que é preciso, agora mais do que nunca, passar palavra:

À REVOLTA, PORTUGUESES!!!


Artigo original publicado por Caturo em Gladius na Sexta-feira, 18 de Julho de 2005

quinta-feira, julho 07, 2005

Atentados em Londres


Atentados em Londres

As piores previsões confirmaram-se.
A facilidade com que os terroristas circulam na Europa, é uma chamariz para a sua actuação.
Não devemos estar com paninhos quentes, os principais culpados, os que vão ficar com as mãos sujas de sangue são os políticos do sistema, que governa a Europa.

Máfias chinesas podem estar a operar em Portugal

Na sequência das ultimas declarações de Alberto João Jardim, que no fundo coincidem com o que o PNR diz há muito tempo, agora parece que o SIS admite a existência de ramificações das tríades chinesas.
A coberto das lojas e restaurantes que nascem como "cogumelos" de norte a sul do país,as máfias chinesas vão operando. Fala-se mesmo de "sub mundos de exploração humana".
Estas organizações incidem a sua actuação sobretudo, no trafico de pessoas, falsificação de documentos, extorsão e branqueamento de capitais.
Depois das máfias de leste, dos gangs étnicos, das redes de trafico de droga e prostituição brasileiras, só faltava de facto as máfias chinesas.

quarta-feira, julho 06, 2005

PNR o Partido de Portugal em Coimbra


Está oficialmente criado o núcleo do PNR em Coimbra. Numa reunião em Cantanhede, a Comissão Política do PNR, achou que estavam criadas as condições para o arranque do núcleo, dado a existência de um número de simpatizantes e militantes no Distrito, muito significativa.
Esta já a ser agendada uma reunião do núcleo, cuja data anunciaremos brevemente.
No entanto nunca seremos demais, pelo que faço um apelo a todos aqueles que não sendo de esquerda nem de direita mas sim de Portugal para que nos contactem através do mail do Coimbra Nacional.
Os tempos que correm exigem que não fiquemos em casa, exigem uma militancia cerrada.
Se perante o descalabro económico, o aumento da criminalidade ,os atentados ao património, á cultura e á natureza, baixamos os braços ou ficamos indiferentes, estamos a fazer o jogo do sistema.
Contrariamente ao que certa imprensa pretende fazer crer, o PNR é um partido perfeitamente legal, e que professa um nacionalismo do sec. XXI.
É hora pois de agirmos é hora de aderir ao PNR, de colaborar com o núcleo distrital, de difundir as nossas ideias.

terça-feira, julho 05, 2005

Comunicado da Comissão Política Nacional do PNR



Jardim dá razão ao PNR

Alberto João Jardim, em recentes declarações, condenou a invasão imigrante de que Portugal é alvo, salientando a concorrência desleal que tanto prejudica o povo madeirense. Fê-lo no seu estilo costumeiro: sem papas na língua, nem receio do “politicamente correcto”.
O PNR aprecia a coragem do Presidente da Região Autónoma da Madeira, e faz notar que as suas declarações vêm ao encontro do que este Partido tem vindo persistentemente a denunciar e defender. Alto à imigração!

Defender Portugal e os Portugueses não é crime! Ao invés, é um acto da mais elementar justiça. Por muitos rótulos que a ditadura do pensamento único nos queira colocar, e por muito que tentem distorcer sistematicamente as nossas ideias, não nos deteremos face a tentativas torpes de diabolização.

Crime, isso sim, é a traição à Pátria e ao povo português, vinda da extrema-esquerda e de boa parte do sistema, que saem sempre em defesa de quem nos invade, ignorando as graves sequelas que isso provoca a Portugal.

Será Alberto João Jardim “racista” e “xenófobo” por ter proferido tais afirmações? Será o PNR “racista” e “xenófobo” por denunciar incansavelmente a invasão imigrante? Quer-nos parecer que racistas anti-portugueses, isso sim, são antes aqueles que cega e fanaticamente exigem tolerância com quem nos desrespeita e são intolerantes com quem defende Portugal.


5 de Julho de 2005

Oliveira do Hospital Comerciantes indignados com atraso das obras

Os comerciantes de Oliveira do Hospital querem que a Câmara Municipal esclareça de uma vez por todas para quando é que está prevista a conclusão das obras de requalificação urbanística da cidade. VEJA AQUI
Numa reunião realizada recentemente, dezenas de lojistas com estabelecimento nas zonas mais afectadas criticaram sobretudo o facto dos trabalhos estarem a prolongar-se por tempo a mais e dos prejuízos que essa situação acarreta.
Todos nós já passamos por este tipo de situações, obra e mais obra, feita muitas vezes sem atender, ás necessidades de circulação,acabando por afectar comerciantes e utentes.
Claro que se avizinham eleições, estejam pois tranquilos os lesados, lá mais para perto do acto eleitoral tudo estará terminado, e inaugurado com pompa e circunstancia.

segunda-feira, julho 04, 2005

Discoteca assaltada por encapuzados

Uma discoteca em Leiria foi assaltada ontem de manhã por três homens armados e encapuzados que roubaram dinheiro e telemóveis, revelou uma fonte da PSP. VEJA AQUI
Embora as estatísticas digam o contrario, embora os políticos do sistema nos queiram fazer acreditar, que a criminalidade esta a baixar, os factos dizem precisamente o contrario. Portugal esta a saque. Só uma política de tolerância zero, pode por fim à criminalidade.

domingo, julho 03, 2005

Criminalidade baixa 11%

Os meios da PSP desfilaram ontem para o Presidente da República e o primeiro-ministro frente ao Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa.
A criminalidade denunciada às polícias desceu 11% nos primeiros quatro meses deste ano, em comparação com igual período de 2004. O anúncio foi ontem feito pelo ministro da Administração Interna, António Costa, no 138.º aniversário da PSP, em Lisboa.
Não é de admirar já é do censo comum que não vale a pena denunciar. A investigação é morosa e muitas das vezes não dá em nada, os processos acumulam-se nos tribunais, e na maioria das vezes, procura-se mais proteger o criminoso, que a vitima.

Cantar contra a pobreza

Max Rossi/reuters O ‘Live 8’ vai globalizar a mensagem de luta contra a miséria
Hoje, tal como há 20 anos, a pobreza extrema é um dos problemas maiores do planeta. Por isso, o maior acontecimento musical do Mundo, o ‘Live Aid’, volta hoje aos palcos, desta feita em dez pontos do globo, para ‘abanar’ consciências e pressionar a classe política. Esta noticia pode ser lida no Correio da Manhã .
Este tipo de manifestações , apesar de lhes dar o beneficio da duvida de serem feitas com muita boa vontade, são uma gota de água na luta contra a fome e pobreza no mundo, e muitas vezes , apesar do seu mediatismo, acabam por aplacar consciências, fazendo com que se tenha a sensação do dever cumprido, acabando por fazer esquecer que esta é uma luta de todos os dias.
Se o dinheiro gasto com a invasão do Iraque tivesse sido aplicado na resolução deste problema, tinha chegado e sobrado para o resolver.
Como nacionalista e como defensor do controle da imigração,, defendo que as sociedades mais ricas podem e devem acabar com a fome e miséria que esta espalhada um pouco por todo o mundo. Só assim atacando este mal pela raiz, podemos travar os fluxos migratórios.
Dentro de dias estaremos perante mais uma reunião do G8, seria uma óptima oportunidade, para inverter os acontecimentos, no entanto não estou muito optimista, tenho a impressão que nestas reuniões, se discute mais a partilha do mundo, não havendo lugar para solidariedades.

sábado, julho 02, 2005

ONDA DE ASSALTOS EM VILAMAR


Foi noticia neste blogue, a Associação Desportiva de Vilamar. Na altura fizemos referencia aos constantes assaltos às instalações desportivas deste clube. Segundo nos informaram, agora nem o autocarro escapou; Felizmente foi encontrado em Aveiro.
Na zona existem fortes suspeitas que esta onda de "visitas", tenha sido perpetrada por elementos de etnia cigana.

Discórdia religiosa resultou em morte

Conforme nos relata o Diário de Coimbra , uma eventual discussão por diferenças religiosas resultou na morte de um guineense, agredido com uma barra de ferro por compatriotas .
Até quando teremos de estar sujeitos a este tipo de noticias.

sexta-feira, julho 01, 2005

O “Relatório Constâncio” enganou-se nas contas

O “Relatório Constâncio” enganou-se nas contas. Afinal o défice não é de 6,83 mas sim de 6,72 por cento. Os quadros do relatório são hoje revelados pelo jornal Público .
Em causa está uma diferença de 151,4 milhões de euros. Fonte oficial do banco central admitiu a "gralha" mas mantém a previsão do défice em 6,83 por cento do PIB.
Lamentamos informar mas acabaram-se as calculadoras para oferta.





MINISTRO DA SAÚDE PAGA A CLÍNICAS PRIVADAS?

COMUNICADO

MINISTRO DA SAÚDE PAGA A CLÍNICAS PRIVADAS?


1. O anúncio feito há dois dias por um jornal diário, de que “O Estado vai pagar abortos em clínicas privadas”, numa notícia em que não é claro o contexto da mesma (o Ministro declarou isso mesmo? Onde e em que data?) mas é assinada por uma jornalista, conhecida activista pró-aborto, reproduz com fidelidade o estado da discussão desta questão em Portugal.
2.Inconformados com os resultados do referendo sobre cuja data se celebrou anteontem o 7.º aniversário, vitimas das suas próprias pressas e trapalhadas parlamentares, receosos do resultado de um novo referendo sobre a matéria, os defensores do aborto livre pretendem “ganhar na secretaria, o que perderam no jogo”...
3.Para esse efeito invocam um incumprimento da lei de 1984 que está
por demonstrar (em 21 anos de vigência da mesma não existe uma só queixa ou denúncia legais no Ministério da Saúde ou nos Tribunais) e pretendem que ao abrigo da previsão “perigo para a vida física e psíquica da mulher” sejam realizados os abortos a pedido da mulher até às 10 ou 12 semanas (ou mesmo 16 como no projecto do PS recentemente aprovado).
4.Ou seja, enquanto não há novo referendo e não vá o azar tecê-las os defensores do aborto livre pretendem que seja realidade aquilo que o povo, directamente ou através dos seus representantes, lhes vem sistematicamente negando desde 1997.
5.Mas um último absurdo nos aguardava ainda: perante a incapacidade do sistema nacional de saúde (num país que sofre de tantos problemas a esse nível e tem uma lista de espera cirúrgica cuja dimensão é conhecida) e a natural objecção de consciência da esmagadora maioria dos profissionais de saúde (o que honra a tradição humanitária de um país que se conta entre os primeiros a abolir a pena de morte e a escravatura), o Ministério da Saúde, a ser verdadeira a notícia, tem a brilhante ideia de incentivar a instalação em Portugal das clínicas abortistas da vizinha Espanha!
6.Vale a pena recordar neste momento que a situação de Espanha é a de um país onde o aborto legal cresce todos os anos (quase 80 mil em 2003, mais 67% do que em 1994) e onde a percentagem dos realizados em estabelecimentos públicos não ultrapassa os 2.86%.
7.E como ainda ontem e no mesmo jornal, um médico português reconhecia, 95% dos abortos em Espanha (ou seja, em clínicas privadas) são realizados em condições declara ilegalidade (isto é, fora dos casos e prazos da tal lei “igual à nossa”).
8. Assim sendo, a nossa posição perante essa decisão do Ministro da
Saúde é de clara rejeição e sobretudo de algum espanto por se continuar
a abordar de forma errada, um problema verdadeiro.
9.Nesse sentido apelamos de novo a todos os grupos parlamentares no sentido de que seja finalmente processada e discutida em plenário a petição Mais Vida Mais Família, subscrita em quatro semanas por 217 mil portugueses, que, em Março de 2004, reclamaram da Assembleia da República e do Governo exigindo legislação e medidas políticas adequadas à protecção do embrião humano, à promoção da instituição familiar e ao apoio às grávidas em dificuldade.
10.Hoje, como na noite daquele dia 28 de Junho de 1998, repetimos o nosso compromisso: “Não pararemos enquanto houver nas nossas cidades, uma mulher que possa dizer: eu abortei porque não encontrei quem me ajudasse”!



Juntos Pela Vida Associação





.