quinta-feira, agosto 04, 2005

DESPERTAR

Este país esta completamente sem controlo, entre assaltos e incêndios sucedem-se sem que as autoridades lhe dêem o devido combate.
Vivendo em condomínios de luxo com segurança à porta e os filhos num bom colégio, os políticos do sistema, não sentem a onda de criminalidade, pelo contrario, em exercícios de matemática, trocam as voltas aos números, pretendendo fazer crer que algo esta a mudar.
Todos nos lembramos da maneira como o Sr. Eng. Socrates criticou o anterior governo em relação ao combate aos incêndios, agora esta a comer da sua própria peçonha.
Incapazes de matar o mal pela raiz, vão produzindo medidas avulsas, que em nada mudam a onda de insegurança que grassa no nosso país.
Preocupados em dourar a revolução dos cravos, embora digladiando-se de tempos a tempos ,esquecem as “rivalidades quando alguém ousa beliscar o sistema, e unem esforços e cerram fileiras em torno do seu “mana”, não vão os “fascistas” voltar ao poder, e “roubar-lhe” a vaquinha de onde estão a mamar.
Enquanto isto o povo engodado pelas promessas dos políticos do sistema, e entorpecido pela comunicação social esquerdista, tarda em dizer basta.
As constantes vagas de propaganda, transformaram os portugueses num povo que olha mais para o seu umbigo que para a comunidade. Os interesses pessoais sobrepõem –se ao do colectivo. O espirito de sacrifício, o altruísmo, a honra, arrastados pela lama, são consideradas coisas do passado, próprias de criminosos fascistas.
Os partidos políticos do sistema, vendidos à Europa, lutando entre si pelo espólio já magro, pensam só em termos de eleições, como se o país vivesse somente em ciclos de quatro anos.
Invadidos por uma imigração descontrolada, muitas vezes ligada à criminalidade, reféns da importação de energia, com as fabricas a deslocalizarem-se, e a fome e miséria a baterem à porta, exortamos o povo que já foi grande que deu novos mundos ao mundo, a levantar a cabeça, a dizer basta, a combater a besta que o subjuga a juntar-se a nós por PORTUGAL.