segunda-feira, setembro 05, 2005

Comunicado da Direcção Nacional da JN

Comunicado::

Contra o Lóbi Editorial, O Livro Único

Com o regresso às aulas, chegam notícias de que as editoras aumentaram ainda mais os já de si elevados preços dos manuais escolares. Sem alternativa, ano após ano, as famílias são obrigadas a despender pequenas fortunas em material escolar. Uma das prioridades de qualquer política de Justiça Social deveria ser a ajuda às famílias com filhos menores, o que, curiosamente, não acontece neste sistema que se diz «tendencialmente social».

A Juventude Nacionalista não se limita a criticar esta injusta situação, como também apresenta soluções concretas. Defendemos a instituição do Livro Único, válido por quatro ou cinco anos. Com a produção massiva de um único livro, os preços baixariam drásticamente, e com a manutenção da mesma edição durante vários anos, o livro poderia ser reutilizado pelas escolas e pelas famílias mais numerosas! Para os alunos de famílias mais carenciadas, devem ser gratuitamente providenciados livros pela Escola, que, findo o ano lectivo, transitariam para os alunos do ano seguinte. Eis uma medida simples, barata e eficaz, que não foi ainda concretizada devido aos interesses particulares das Editoras que se sobrepõem ao interesse da população em geral!

Em vez de gastar dinheiro com drogados, ladrões, parasitas e invasores, o Estado Português devia ajudar, isso sim, as famílias que criam gerações de novos Portugueses! Cremos que a medida do Livro Único seria um bom começo para uma verdadeira política de Justiça Social!

A Direcção Nacional da JN
5 de Setembro de 2005

0 Comments:

<< Inicio