sábado, setembro 03, 2005

Meios aéreos contestados

O papel dos meios aéreos no combate aos fogos que recentemente assolaram a região de Coimbra suscitou vários reparos. O comandante da Companhia de Bombeiros Sapadores alega que houve “indefinição quanto ao uso” deles e alude a “excessiva demora nas operações de recarga” das aeronaves. Jaime Soares sustenta que, “caso as coisas continuem como estão, os meios aéreos não fazem falta”.
Os meios aéreos são pagos a peso de ouro e pelos vistos a sua actuação não agrada a quem sabe.