sexta-feira, outubro 28, 2005

JUVENTUDE NACIONALISTA

Aborto será aprovado à revelia...

Aborto será aprovado à revelia...
Secção Comunicados
Terça, 25 Outubro 2005



Na Assembleia da República, os partidos de esquerda preparam-se para aprovar a legalização do aborto pela via parlamentar! Confrontados com a previsivel impossibilidade de um novo referendo sobre a matéria a curto prazo, estes acelerados abortadeiros pretendem fazer tábua raza da consulta e vontade popular, alterando eles próprios a Lei com o argumento falacioso de que o povo já votou na maioria dos deputados que agora vão aprovar a alteração da lei. Que o próprio primeiro-ministro José Sócrates tenha prometido na campanha eleitoral que esta matéria só seria decidida em referendo, é algo que não incomoda óbviamente estes prometedores profissionais.
Nesse sentido, o PNR repudia energicamente esta nova actuação de promoção de uma cultura de morte em Portugal. Ao invés, o PNR, defendendo sempre uma cultura de Vida e de permanente defesa dos valores nacionais, irá promover, brevemente, um abaixo-assinado contra a decisão desta matéria na A.R., bem como uma campanha de sensibilização para a luta anti-aborto, o crime hediondo contra vidas inocentes e indefesas

PNR contra o encerramento de Maternidades



PNR contra o encerramento de Maternidades
Escrito por Comissão Política Nacional - Comunicado de Imprensa
Quarta, 26 Outubro 2005
Hoje, em Portugal, é uma verdadeira aventura ter crianças e contribuir para o crescimento demográfico. Este facto deve-se à criminosa política de sucessivos governos descuida a protecção da maternidade e do saudável crescimento das nossas crianças, bem como o apoio às famílias e o incentivo à vitalidade da demografia nacional. Tal não deveria ser! Aliás, a demografia reclama o inverso, mas a cegueira dos políticos assim o não vê e Portugal caminha para um acelerado envelhecimento da sua população.

Pretende agora o governo desferir novo golpe na delicada demografia portuguesa, encerrando as maternidades que registem um número inferior a 1500 nascimentos por ano. Como não será o que vai ocorrer nos grandes centros urbanos, onde uma libertinagem de legalização está em marcha, é bom de ver que tal medida afectará sobretudo os já abandonados Portugueses do interior, em particular, mas também a totalidade da Nação em geral. A lógica do lucro continua a imperar, sendo que, tudo aquilo que gere prejuízo seja um alvo a abater, mesmo tratando-se de assuntos de vital interesse para o país!



O PNR não pode deixar passar em claro mais esta afronta aos Portugueses e aos seus interesses, com mais uma medida que, seguramente determinará um retrocesso nos nascimentos no interior do país, quando não a sua progressiva desertificação.



Queremos um Portugal de Portugueses e não de imigrantes. Queremos um governo que defenda a primazia dos Portugueses e não dos estrangeiros, manifestando, pois, o nosso apoio e solidariedade às populações que estão prestes a ser vítimas de mais um ataque contra os seus legítimos direitos. Quando se trata de investir em objectivos de interesse nacional, não pode haver lugar a meras visões economicistas.



O PNR, Partido Nacional, proclama sempre um Portugal onde os Portugueses estejam sempre em primeiro lugar.

FIGUEIRA DA FOZ - Época de Verão com muita criminalidade

A última época balnear ficou marcada pelo aumento da criminalidade, em todas as suas formas. O número das ocorrências foi o pior dos últimos cinco anos.
A tendência de redução da criminalidade a que se vinha assistindo nos últimos anos foi quebrada no passado Verão. Esta noticia que pode ser lida na integra no Jornal As Beiras, não nos surpreende a tendência será sempre para que estas situações se venham a agravar No entanto a Figueira da Foz não foi a única praia do Distrito a ser “atacada” por este mal, a praia da Tocha, normalmente sossegada foi este ano palco dos mais diversos episódios de falta de segurança.
Enquanto os portugueses apostarem em dar apoio aos partidos do sistema este estado de coisas não vai sofrer alteração. Só o PNR tem relativamente a este assunto uma politica que pode alterar o rumo dos acontecimentos. As propostas do PNR relativamente a segurança e justiça são as seguintes:
ADMINISTRAÇÃO INTERNA E SEGURANÇA
A melhoria da Segurança, em todos os seus aspectos, não passa apenas pelo aumento do número dos agentes em serviço nas Forças Policiais, passa, antes de mais, pelas condições que lhes sejam dadas para o exercício das suas missões e por uma adequação das penas à gravidade dos crimes. Ou seja, o Código Penal, no seu todo, terá de ser uma força dissuasora da criminalidade.
Contrariamente ao que muitos propalam, por inconfessados interesses, a acção das Polícias é altamente positiva, mesmo lutando com múltiplas dificuldades.
Mas essa acção não é apoiada pelos Tribunais, não por culpa dos juízes mas por força da Lei que os limita. Impõe-se uma revisão realista do Código Penal que, sem desrespeitar os Direitos do Homem, respeite os direitos fundamentais dos cidadãos pacíficos e cumpridores.
Estes têm que se sobrepor forçosamente a qualquer tipo de direitos dos criminosos, dada a vaga crescente de crimes de grande violência, sobretudo nas zonas urbanas. A criminalidade associada a bandos juvenis é outro fenómeno em ascensão.
Portugal é um dos principais “entrepostos” da droga que entra na Europa. Quem o diz é o Gabinete para os Assuntos Internacionais da Droga e da Coacção Legal, órgão do Departamento de Estado norte-americano, no seu relatório anual.
Isto significa que, apesar dos esforços das nossas polícias, a droga continua a entrar. Acreditamos que, com os meios de que dispõem, as apreensões que têm vindo a ser feitas – que são vultosas – representam um esforço enorme, difícil de avaliar por quem está de fora. E esse esforço é significativamente maior quanto são poucos e fracos os meios de que dispõem para o combate.
Os fluxos migratórios desregrados, também têm contribuído em muito para o aumento da criminalidade, até mesmo da criminalidade organizada e de alto grau de violência.
O PNR propõe-se:
• Modernizar os meios de luta contra os crimes e delitos, e reforçar os meios humanos e materiais ao dispor das forças policiais.
• Revalorizar as remunerações dos agentes da lei, e libertá-los das funções puramente administrativas, que devem ser confiadas a outros funcionários.
• Colocar em prática uma política de prevenção dos crimes e delitos, através da inversão dos fluxos migratórios, do reforço da célula familiar, e da educação cívica nas escolas.
• Promover o repatriamento dos estrangeiros delinquentes para cumprirem pena nos seus países de origem.
• Promover a utilização das polícias municipais para o combate ao crime localizado.
• Reestruturar o Serviço Nacional de Bombeiros e o Serviço Nacional de Protecção Civil.
• Reestruturar a PSP e a GNR.
JUSTIÇA
O Sistema Judicial Português é lento e burocrático e em consequência disso encontra-se perto da paralisação e da rotura pela acumulação de processos.
Por isso é imperioso reestruturar o Sistema Judicial por forma a aumentar a sua eficácia e operacionalidade.
Esta reestruturação deve passar pela especialização dos Tribunais, em função da natureza dos crimes e pelo aumento dos Juízes para instrução e julgamento dos casos de média e grande complexidade.
Para casos simples e de pequena complexidade, a sua apreciação deveria ser cometida a Juízes adjuntos ou delegados para cujo provimento poderiam concorrer advogados com formação adequada; isto simplificaria a tramitação processual e em consequência a rapidez de decisão.
Por outro lado, impõe-se rever a legislação processual, simplificando a burocracia e o próprio Código Penal, adaptando-as ao contexto actual e aproveitando-se a experiência de casos mediáticos recentes e agravando-se as penas para crimes de extrema gravidade como o tráfico de droga, o tráfico e exploração de seres humanos, a pedofilia, a violação, a corrupção, o roubo e extorsão, o banditismo e a associação criminosa, os crimes fiscais e os crimes praticados por imigrantes aos quais, consoante a sua gravidade, poderia ser aplicada a pena de expulsão, que funcionaria como dissuasora e contribuiria para melhorar a segurança dos portugueses.
Também importante para o PNR seria a generalização dos julgamentos com jurados, para aumentar os instrumentos de decisão dos Juízes, minimizarem-se os erros judiciais e em consequência melhorar a Justiça.

sexta-feira, outubro 21, 2005

Nuvens negras pairam sobre os céus de Coimbra

Nuvens negras pairam sobre os céus de Coimbra.
Os habitantes de Souselas que votaram PS nas ultimas eleições devem fazer agora um acto de contrição.
O PNR Coimbra vai entrar activamente na luta.
A coinceneração não passou a coinceneração não passará.
Veja aqui

Reunião do Nucleo do PNR do Distrito de Coimbra



No dia 12 de Novembro, pelas 11horas, terá lugar mais uma reunião do nucleo distrital.
Apelamos a que todos os nacionalistas e patriotas se juntem a nós.
Para mais informações devem contactar os responsáveis pelo nucleo, atraves do mail disponivel no topo da página.

terça-feira, outubro 18, 2005

Calar quem defende os portugueses!


Escrito por Comissão Política
Terça, 18 Outubro 2005



O PNR, Partido Nacional, tem sido a única voz que, verdadeiramente sai em defesa de Portugal e dos portugueses.
Porém, face a um sistema profundamente injusto que promove os partidos de poder e silencia os pequenos partidos cuja mensagem ameace o seu “status quo”, o PNR iniciou há 5 meses atrás, uma estratégia de maior intervenção e visibilidade para furar o bloqueio do silêncio imposto pelo sistema e para, desse modo, fazer chegar a sua mensagem ao povo.
Essa estratégia está a surtir efeito! Temos assim, experimentado um apoio crescente sem precedentes. Face a esta inequívoca realidade, os “campeões da tolerância” – sempre atentos – começam a ficar incomodados e preocupados com o previsivel crescimento significativo do Partido Nacional. É bom de ver que, nestas ocasiões, se desmascaram a si próprios, mostrando que afinal só defendem a tão apregoada liberdade de expressão para quem pensa como eles, procurando por todos os meios censurar quem expressa ideias verdadeiramente alternativas.
É neste contexto que começa, assim, a endurecer a perseguição política ao PNR, numa (vã) tentativa de o calar e de o fazer recuar. Se o “truque” da censura silenciosa já não é suficiente, há que passar à acção, fazendo avançar certas organizações “de serviço” que moveram acções judiciais contra o PNR e os seus dirigentes.
Há dois meses, a grosseira intolerância e perseguição visou o Delegado da Distrital do Porto. Desta feita, indo mais longe, querem impedir o PNR de ter as suas ideias, tendo assim movido um processo contra o teor das causas por nós defendidas, que se encontram nomeadamente aqui no portal.
Querem calar quem defende os portugueses! Agora, parece que defender Portugal e os portugueses é crime...
Por isso, o Presidente do PNR José Pinto-Coelho está, a partir de ontem 17 de Outubro, constituído arguido com “termo de identidade e residência”, pelo simples facto de ter ousado assumir a liderança de uma parcela cada vez maior de portugueses que “teimam” em querer perpetuar a sua Nação.
Mas o Partido Nacional não recua! Na defesa das nossas causas, da nossa Pátria e do nosso povo, não há censuras ou perseguições que parem a nossa marcha!
Os portugueses sabem que, para além deste sistema da destruição nacional, no fundo do tunel há uma Chama que cresce. Uma Chama que ilumina novos horizontes.
Os portugueses sabem que podem contar com o PNR!
Os portugueses sabem que o PNR assume causas justas, com coragem e determinação.
É por isso que, mais e mais se vão juntando a nós!

Os nossos inimigos também o sabem...

quarta-feira, outubro 12, 2005

LATADA 2005

Data Oficial da Festa das Latas

O Conselho de Veteranos já decidiu, por proposta da Direcção-Geral, o dia da Imposição de Insígnias. Com base neste dia a Direcção-Geral definiu a data da realização da Festa das Latas e Imposição de Insígnias 2005. Assim a “Latada” vai decorrer entre os dias 20 e 25 de Outubro de 2005, começando com a Serenata do Caloiro (às 0:00 do dia 20) e terminando no dia 25 com o Cortejo da Imposição de Insígnias.
Para breve estão previstas novidades sobre o Cartaz das Noites da Latada que se desenrolam, à semelhança de anos anteriores, no Pavilhão 1 do Estádio Universitário. Muitas surpresas e a irreverência característica desta festa académica são ingredientes que não irão faltar…
Veja a notícia no Jornal AS Beiras
Veja também no Diário de Coimbra

Assembleia da República debate quinta-feira Lei da Nacionalidade

Assembleia da República debate quinta-feira Lei da Nacionalidade
Os partidos do sistema preparam-se,para mais uma traição à Partia e aos Portugueses na próxima quinta feira.
De uma maneira ou de outra todos eles defendem a aquisição originária da nacionalidade às pessoas nascidas em Portugal, filhos de progenitores que também já tenham nascido no país e que aqui tenham permanecido. A medida visa, segundo os que nos governam, facilitar a «integração» social dos imigrantes. Trata-se ou de ignorância ou de má-fé! Por um lado, a maior parte dos imigrantes não quer ser «integrada», antes exige viver de acordo com os costumes e usos de seus antepassados; por outro lado, a «nacionalização» destes estrangeiros vem dificultar ou até mesmo impedir a indispensável expulsão ou repatriamento dos mesmos nos casos em que cometam crimes.
Para os portugueses que votaram BE, CDU, PS, PSD, CDS, nas últimas eleições, esta iniciativa parlamentar, deve ser alvo de uma profunda reflexão. Aqueles que vos dizem defender, unem-se para permitir esta afronta. Retirem daqui as devidas elações,na hora de dando o vosso apoio a quem vos ataca pelas costas.
A Nacionalidade é o reforço da identidade de qualquer povo, é a nossa marca perante o Velho Continente e o Mundo Ocidental. Ser-se Português deveria ser um orgulho para todos, logo deveria ser uma lei preservadora da identidade nacional e do espírito português.
A aprovação desta lei do baixo ventre, visa somente a procura de mão-de-obra barata através da fixação dos imigrantes, e contribuir para o fenómeno da globalização.

CANTANHEDE DIA 14 a 16 OUTUBRO - VI FEIRA DE REDUÇÕES



Mais uma edição da Feira de Reduções, onde poderá encontrar bons produtos a preços reduzidos! VISITE-NOS! Visite Cantanhede! Visite e apoie o COMÉRCIO TRADICIONAL!
Sexta 14/10 das 19h-23h - Sábado 15/10 das 10h-23h - Domingo 16/10 das 10h-23h

Brincadeiras de Bush

As ameaças «específicas» de atentados contra a rede de metropolitano de Nova Iorque, na semana passada, tiveram origem em informações falsas fornecidas por um indivíduo que mentiu conscientemente, adianta esta terça-feira a CNN, citando fontes governamentais.

É óbvio que tudo isso não passou de mais um truque da Administração Bush para perpétuar o clima de terror entre os norte-americanos, e desse modo justificar a participação do país nos conflitos bélicos em que se encontra envolvido.
Fonte Novopress

terça-feira, outubro 11, 2005

COIMBRA Polícia foi recebida a tiro por duo no Bairro da Rosa

Dois homens ameaçaram com armas de fogo um carro-patrulha da PSP de Coimbra e um deles foi detido após perseguição, anunciou ontem o comando local da corporação.
Este bairro já foi muitas vezes notícia por albergar alguma marginalidade.
Embora os políticos do sistema tentem fazer crer que Coimbra ainda é uma cidade segura, este tipo de acontecimentos que pouco a pouco vão despontando, um pouco por toda a cidade, devem fazer-nos meditar.
Qualquer habitante de Coimbra sabe que durante a noite existem zonas da cidade pouco aconselhadas, onde os marginais espreitam por uma oportunidade para actuarem.
É portanto perfeitamente natural que se exija que as autoridades, comecem a olhar para a criminalidade na cidade com outros olhos, sob pena de a curto prazo Coimbra se transformar numa cidade sem lei.

Eles andam ai

Portugal já foi palco de investigações a nove casos de terrorismo, quase todos detectados durante o Euro 2004. Segundo um relatório da Eurojust, órgão da União Europeia (EU), os casos foram investigados por iniciativa das autoridades portuguesas e a pedido de outros países.

Por ano entram na Europa 500 mil imigrantes ilegais

A Europa é porta de entrada para 560 mil imigrantes ilegais todos os anos. Destes, dois mil africanos morrem ao tentar atravessar o Mediterrâneo, revela o relatório da Comissão Mundial sobre as Migrações Internacionais (CMMI). Actualmente, vivem 56, 1 milhões de estrangeiros no continente europeu, o que representa 7,7% da sua população, num total de 200 milhões no mundo, incluindo 9,2 milhões de refugiados.
O estudo “Migration in an interconnected world new directions for action”, apresentado dia 5 de Outubro, pretende constituir um plano de acção para controlar os fluxos migratórios, dos quais as mulheres (48,6% dos imigrantes) e as crianças são as principais vítimas. As pessoas deslocadas constituem 3% da população mundial, 200 mil pessoas, o equivalente ao número de habitantes no Brasil.
Os países europeus atraem o maior número de imigrantes (28% do total), seguindo-se os Estados Unidos, com 35 milhões de estrangeiros (20%). Estima-se que 10 milhões de ilegais estejam em situação irregular em território norte-americano, a maioria oriundos do México. Todos os anos, 500 mil mexicanos tentam atravessar a fronteira para território norte-americano, registando-se uma média de 400 mortes anuais.
Os migrantes representam mais de 60% da população de Andorra, a maioria são portugueses, de Macau, Guam (ilha da Micronésia, Pacífico), Mónaco, Quatar e Emirados Árabes. A Rússia tem 13,3 milhões de imigrantes (7,6% do total), sendo que, pelo menos metade, são trabalhadores irregulares. A Alemanha tem 7,3 milhões de estrangeiros.
O documento da ONU confirma o enorme negócio que é actualmente o tráfico de seres humanos, entre 600 mil a 800 mil pessoas por ano, rendendo 8,2 mil milhões de euros anuais aos traficantes .
As Nações Unidas chamam a atenção para a importância da imigração para o impacto demográfico dos países desenvolvidos, sublinhando que sem os imigrantes a população na Europa tinha sofrido um decréscimo, entre 1995 e 2000, de mais de quatro milhões de pessoas. Destaca, ainda, o seu contributo para a economia mundial ao apontar dados do Banco Mundial que realçam os 200 biliões de euros gerados pelas remessas das migrações.
A CMMI apela às organizações internacionais relacionadas com a migração, nomeadamente o Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas, o Banco Mundial e a Organização Internacional das Migrações, para que criem condições no sentido de se eliminar os mitos em torno da imigração.
IN IN IN INVASÃO, é que nos apetece gritar perante estes números. Como previsões que são, estarão bem longe da realidade. A Europa está a ser novamente invadida, Europeus a hora do combate já chegou agora cabe a vós escolher para quando a acção.
Fonte NovoPress

segunda-feira, outubro 10, 2005

DE ESPANHA NEM BONS VENTOS NEM BONS CASAMENTOS

Nos tempos que correm as nossas relações com Espanha passam por um período de alguma cooperação. No entanto os nuestros hermanos, volta não volta, fazem com que a desconfiança renasça. Veja aqui.

Eleições autárquicas 2005

Estas eleições traduziram-se em nada, ou em mais do mesmo. As autarquias do nosso país continuam a ser dirigidas por partidos do sistema, as promessas mais uma vez vão ser rapidamente esquecidas.
Aqui no distrito as cores predominantes vão ser a laranja e rosa, com algumas misturas de vodka.
Relativamente ao PNR tivemos um aumento significativo, atendendo à particularidade destas eleições. Votar num pequeno partido mostrou coragem e fidelização, pelo que me atrevo a dizer, que com algum trabalho é possível, trazer grande parte desses votantes para a militância no PNR.
Uma palavra final para comentar as vitórias dos candidatos que estão a contas com a justiça. A meu ver não devemos só falar dos quatro mediáticos, a que o berloque resolveu chamar o bando dos quatro, omitindo que a única Câmara que governa também está a ser investigada. Devemos falar sim de 1/3 das autarquias portuguesas, que nesta altura do campeonato estão sob investigação, ou com alguns dos seus elementos já indiciados.
No particular do PNR Coimbra, uma certeza podemos ter, com o número de pessoa que me contactam todos os dias, nas próximas eleições autárquicas, o PARTIDO DE PORTUGAL, vai dizer presente em muitas autarquias do Distrito.

MICRO-CAUSA

PODE O JORNAL «PÚBLICO» SFF ESCLARECER COM QUEM É QUE FÁTIMA FELGUEIRAS MANTEVE CONTACTOS NO SECRETARIADO NACIONAL DO PS? QUANDO É QUE ESSES CONTACTOS TIVERAM LUGAR? QUEM É QUE INFORMOU JAIME GAMA PREVIAMENTE DA LIBERTAÇÃO DE FÁTIMA FELGUEIRAS?
Bloguitica

sábado, outubro 08, 2005

CONTRA O SISTEMA VOTAR, VOTAR!

CONTRA O SISTEMA VOTAR, VOTAR!
J.A. Spínola

No próximo Domingo, 9 de Outubro, os bons cidadãos de Portugal são chamados às urnas. Creio que desde 25 de Abril de 1974 já se chegou à conclusão, pelo menos aqueles que se dignam a utilizar o cérebro, de que o estado lastimável a que chegou o país tem dois principais culpados: Partido Social-Democrata e Partido Socialista, os eternos gémeos siameses…

Se ao longo dos anos a estratégia nacionalista passou por diversas fases, tendo sido uma delas o apelo à abstenção, actualmente esse será um erro grave, quer queiramos quer não os resultados eleitorais afectam toda a gente, ao povo em geral, aos nossos familiares em particular e, principalmente, a nós próprios! Daí que qualquer nacionalista que se furte a este dever cívico, que até se tornou obrigatório em alguns países, peca por omissão.

Se nos podíamos queixar que anteriormente não tínhamos em quem votar, nenhum partido que representasse o nacionalismo condignamente, actualmente já não é assim, os nacionalistas portugueses já têm um partido cujos principais valores, como qualquer partido de bem, são os do Povo e da Pátria!

O Partido Nacional Renovador (PNR) é, actualmente, o único partido que consegue abordar alguns temas tabu que os partidos siameses do sistema preferem ignorar e também o único partido verdadeiramente independente de qualquer poder oculto, venha ele da Bilderberg, Maçonaria ou outros “clubes” pouco conhecidos do Zé-povinho, essa eterna ovelha manipulada.

Portanto, este meu apelo ao voto contra o sistema podre “que nos governa tão mal e arrasta pela lama o nome de Portugal”, este apelo ao voto no PNR, a única alternativa credível a quem ama Portugal e os portugueses, (ou, alterando uma frase de Horst Mahler sobre o NPD para a realidade nacional: o partido daqueles portugueses que ainda desejam ser portugueses!) é um apelo também aos indecisos, aos abstencionistas e, principalmente, aos eleitores desses gémeos que dão pelo nome de PS e PSD!

Que partidos mais têm afectado os portugueses? Que partidos mais têm contribuído para a destruição da soberania nacional? Quais eram (e são) os partidos dos governos contra os quais os trabalhadores portugueses têm efectuado protestos e greves? Quem nos assassinou o escudo e retirou poder de compra? Quem deseja a aprovação de um tratado europeu que relegará para segundo plano a Constituição nacional, já de si defeituosa – mas pelo menos nossa, podendo Portugal vir a ser regido por um governo central, como qualquer município?

Não é preciso pensar muito: PS e PSD!

Há que romper com esta rotina, se o governo PS é mau, elege-se um PSD, que é terrível, para se tirar o terrível já se esqueceu que o PS era mau, e elege-se um governo PS que agora é já horrível, sendo assim esquece-se que o PSD era terrível e “vira o disco e toca o mesmo”? Será a memória dos portugueses assim tão curta?

Até um animal irracional aprende à segunda ou terceira vez, quando lhe aguçam o apetite com uma banana e agridem o mesmo sempre que este a tenta agarrar, acreditem, há 2ª ou 3ª vez ele já não a vem buscar. O PS e o PSD têm aguçado o apetite dos portugueses com “bananas” agredindo-os sempre que a tentam ir buscar e, passados 30 anos, os portugueses ainda acreditam que a vão receber?

Mais que um apelo ao voto dos nacionalistas este é um apelo à revolta das ovelhas! A todos os portugueses e portuguesas de bem, manifeste o seu desgosto pelo triste Estado a que chegou o nosso Portugal, em que a preocupação dos políticos é engordar a conta bancária própria, desarmar as polícias, dar palmadinhas nas costas dos criminosos, em que questões meramente secundárias como a liberalização da droga, do aborto e o casamento gay são as principais preocupações.

Estimado cidadão, acredite no que lhe digo: pode casar com alguém do seu próprio sexo, encha-se de drogas e aborte legalmente, mas isso, no fim do mês, não lhe trouxe mais segurança, não lhe trouxe um bom ordenado, não lhe trouxe mais justiça social, ISSO NÃO LHE TROUXE NADA! Essas “políticas” são mais areia para os olhos dos portugueses, nem são política, são causas sem qualquer propósito e sem qualquer utilidade.

Cidadão de Nogueira do Cravo, Cascais, Lisboa, Loures, Porto e Mafra: dia 9 de Outubro não fique em casa, VÁ VOTAR! E... vote bem, vote PNR!
Causa Nacional

Nem tudo são más notícias!

Satélite lançado leva software da Critical
O CryoSat, satélite que é lançado hoje, na Rússia, leva “dedo português”, já que a Critical Software foi responsável pelos testes do software dos computadores de bordo.
As empresas portuguesas podem competir com as estrangeiras. Se houver formação espírito empreendedor somos tão bons como os melhores.


Incêndios urbanos melhor prevenidos
A técnica pode minimizar os riscos e, numa cidade, esses riscos estão «essencialmente nos edifícios». Antes da aprovação do novo Regulamento Geral de Segurança Contra Incêndios em Edifícios, os projectistas começam a apreender as implicações que as novas regras terão na forma de projectar uma habitação ou uma fábrica.
A iniciativa é de saudar, formação nesta área será sempre bem-vinda.



Cantanhede Associação de Pais nasce na Misericórdia
Depois de nos anos 80 uma comissão, mais tarde extinguida, ter dado os primeiros passos para a criação de uma associação de pais na Santa Casa da Misericórdia de Cantanhede, uma instituição com um histórico de 35 anos no apoio educacional a crianças, surge agora formal e legalmente concretizada a Associação de Pais e Encarregados de Educação da Creche e Jardim-de-infância da Santa Casa da Misericórdia. Objectivo número é «defender os legítimos interesses dos educandos».
Uma associação disposta a colaborar e não a criar problemas é um exemplo a seguir.
Não basta criticar, devemos também colaborar na solução das anomalias detectadas.

sexta-feira, outubro 07, 2005

Quem têm telhados de vidro.....

Todos temos assistido à forma como o Xico das brocas (Louçã) têm atacado a corrupção na política. Mal sabia o infeliz que a única Câmara, onde o berloque governa esta na mira da Policia Judiciária
A revista "Sábado" (página 67) fez uma peça jornalística assinada pelo jornalista António José Vilela, que confirma exactamente as investigações que a Polícia Judiciária andou a fazer na Câmara Municipal de Salvaterra de Magos.
Ante título: " Investigação Policial"
Título: " Xeque-Mate em Salvaterra"
Pós-Título: "A única presidente de Câmara do Bloco de Esquerda foi constituída arguida pela Polícia Judiciária. Em causa está uma alegada trama política que poderá envolver a Guarda Nacional Republicana (GNR)."
Então senhor deputado Francisco Louçã, afinal há ou não, corrupção na Câmara Municipal de Salvaterra de Magos?
Embora a classe politica do sistema, teime em tentar atirara areia par o olhos do povo, a sua conduta é, e será sempre a mesma.
“Nunca digas desta água não beberei”, aplica-se e bem ao Xico Louça do berloque, que agora é obrigado a comer do seu próprio veneno.

Fala quem sabe

O comandante operacional de bombeiros de Coimbra, António Bernardes, que dirigiu as operações da protecção civil do incêndio da Serra da Boa Viagem, defendeu uma investigação aos fogos que no fim-de-semana atingiram a Figueira da Foz e concelhos limítrofes, aludindo a um total de 14 incêndios".

FIGUEIRA DA FOZ – “Sala de chuto” nos balneários de polidesportivo

Os balneários que deveriam dar apoio às acções de lazer da Praça António Sérgio, em Tavarede, têm vindo a servir de “sala de chuto” aos toxicodependentes da zona.
A falta de segurança é novamente o principal responsável pelo estado de degradação e pela utilização, para fins pouco próprios do espaço.
Pela notícia que pode ser vista no Jornal As Beiras, as autoridades com responsabilidade para resolver o assunto sacodem a água do capote, como já é usual no nosso país.

Sonho de Marx renasce

Interessante artigo sobre a invasão da Europa da autoria de Janer Cristaldo a ler no Mídia sem mascara.


Janer Cristaldo jornalista

Mudança de símbolos na Europa




Chris Doyle, director do Council for the Advancement of Arab-British Understanding, propõe que seja mudada a bandeira inglesa de modo a não melindrar os sentimentos da população de origem árabe residente na Ilha, argumentando que o actual estandarte relembra um passado sangrento e que se deve encontrar um símbolo com que todos se identifiquem.
Em Portugal, um “historiador” veio a terreiro dizer que deveríamos mudar todos os símbolos nacionais, começando nas insígnias das forças da ordem, onde alguns brasões ostentam cabeças cortadas de mouros, terminando na bandeira nacional. De acordo com este energúmeno os símbolos da república portuguesa são ofensivos para os imigrantes que habitam em Portugal, pois além de retratarem episódios sangrentos e de intolerância para com outros povos (mouros), ofendem as comunidades imigrantes no nosso país, nomeadamente aqueles que não professam a religião cristã.
Para culminar com este desfile auto-etno-flagelação, a Cruz Vermelha Internacional está em vias de mudar de símbolo (e, por conseguinte, de designação), dado que o actual fere a sensibilidade muçulmana. Curiosamente não nos parece que os imigrantes que invadem a Europa, como por exemplo em Melilla, se incomodem ser socorridos pelos enfermeiros da CV, ou por estes ostentarem a cruz de Santo André ao peito.
Os europeus, padecendo do síndroma de desvirilização, cada vez mais se vergam perante o peso da xenofilia que apregoam, prostrados em genuflexão, como um moribundo que ri em delírio mas vai desfalecendo sem se aperceber.

Fonte Novo Press

quinta-feira, outubro 06, 2005

5 de Outubro


A cinco anos do centenário, o aniversário da República continua a não despertar qualquer especial desejo festivo no povo que representa. O divórcio é cada vez mais visível.
Apesar do divórcio os portugueses, como patetas alegres comem e calam-se, ou melhor, engolem em seco, porque cada vez há menos para comer, mas ainda assim, encontram forças para votar neste e naquele, toldada está já a capacidade de raciocínio, perpetuando a sua própria miséria.
Abre o olho ó Zé!

Jantar-convívio do PNR em Lisboa


Jantar convívio do PNR
Todos os nacionalistas e/ou simpatizantes do PNR estão convidados para o jantar-convívio do PNR na próxima sexta-feira dia 7.
Confirmações até quinta-feira por email geral @ juvenac.org ou telefone (93 452 31 34), indicando nome e contacto.

All you need is love

“[...] Vão votar! Se não votarem no CDS que pelo menos votem na CDU, mas votem! [...]” – Marta Carvalho, candidata do CDS à Assembleia de Freguesia de S. Julião, Figueira da Foz, durante um debate autárquico no RCFM.

PNR Apresentação Pública da Candidatura à C. M. Porto

Apresentação Pública da Candidatura à C. M. Porto

Decorreu no passado dia 4 de Outubro, na Junta de Freguesia de Cedofeita, Porto, pelas 21h30, a apresentação pública da candidatura do PNR à C. M. do Porto. Foram oradores alguns dos principais candidatos: Carlos Branco, José António Pombal, Norberto Alves, Filipe Batista e Silva, António Soares e António Correia. No final, foi aberto um período para questões vindas da assistência.

Uma vez mais, como tem sido tónica desde o início da nossa campanha, os Srs. jornalistas dos meios de comunicação social convidados fizeram questão de não comparecer. O boicote, a censura e o silenciamento das ideias nacionalistas continuam. Mas o valor da nossa persistência é muito superior à ditadura mediática! Lutaremos até à Vitória.

quarta-feira, outubro 05, 2005

DIA 9 DE OUTUBRO

Competitividade e empreendedorismo

Moda femenina em 2015

Rumo às Verdades de homens



Rumo às Verdades de homens
Venho falar-vos de Associações, sejam elas comerciais, criminais, desportivas, jurídicas, políticas e religiosas...
O Travessa-do-fala-só está no ar, sejam bem-vindos a esta tertúlia.
Este é o primeiro poste de um novo blogue conimbricense, visitem o Travessa-do-fala-só.

Lavar as mãos como Pilatos

O Presidente da República enviou o diploma do referendo ao aborto para o Tribunal Constitucional. A questão é agora jurídica e não política, mas Jorge Sampaio vai dando a entender que deverá dar luz verde a uma nova consulta popular. Mas não se compromete com datas.

Comunicado à imprensa da Causa identitária

Não à Turquia na UE!

Dia 3 de Outubro de 2005 é um dia triste para a Europa. Os governos europeus chegaram a acordo sobre o início das negociações de adesão da Turquia à União Europeia, um acordo que despreza e desrespeita os povos europeus e o desejo destes, bem vincado em sucessivas sondagens, assim como no rotundo NÃO francês e holandês, aquando dos referendos para o Tratado da Constituição Europeia, em larga medida uma resposta negativa à Europa turca.

Uma vez mais, somos forçados a constatar o fosso existente entre a vontade dos cidadãos e os actos dos seus governantes, num claro resvalar anti-democrático!

Dizem-nos que a Europa não pode ser um clube cristão, mas ninguém pede à Liga Árabe que integre Israel ou a Índia para provar que não é um “clube muçulmano”!

Dizem-nos que a Turquia faz parte da OTAN, como se esta organização transcontinental fosse uma antecâmara para a entrada na União Europeia!

Dizem-nos que a Turquia possui 5% do seu território no Continente europeu, ignorando toda uma história de agressões e invasões.

Dizem-nos que a Turquia é “um país laico” e uma aliada natural contra o islamismo, graças à herança de Ataturk. No entanto, a “nova” Turquia autoriza e reclama tudo o que Ataturk rejeitava: o véu, os partidos islâmicos, as confrarias, os cursos de religião obrigatórios. As suas leis contra a blasfémia condenariam o próprio Ataturk!

A entrada da Turquia na União abrirá a caixa de Pandora do alargamento. Como recusar, a seguir, os 200 milhões de turcófonos do Cáucaso e da Ásia Central, ou os Estados do Magreb? A União Europeia herdará todos os contenciosos geopolíticos (água, fronteiras, minorias, etc.) que a Turquia mantém com os seus vizinhos. Sem esquecer os tráficos de droga, armas e imigrantes clandestinos, dos quais é uma das maiores placas giratórias.

A Causa Identitária, mais do que nunca, afirma a sua hostilidade e repulsa à entrada da Turquia no concerto das nações europeias, um país que é tudo menos europeu!

A Europa está ferida de morte. A sua alma está-se a perder. Cada vez mais se torna visível que esta “Europa” não passa de um simples mercado de produtores e consumidores ao serviço da Globalização.

terça-feira, outubro 04, 2005

Alfredo Keil

Faz hoje 98 anos que faleceu , em Hamburgo, Alfredo Keil, compositor e pintor, e autor da música do Nosso HINO NACIONAL, com letra de Henrique Lopes de Mendonça.

Pilhado no O Piolho da Solum.

Faleceu o Leão da Flandres

Faleceu o Leão da Flandres

Bert Eriksson, Dirigente histórico do VMO (Vlaams Militanten Orde - Ordem Militante Flamenga) faleceu na noite de domingo para segunda-feira, com a idade de 73 anos.
Líder do mais famoso grupo de acção da Flandres desde a segunda guerra mundial, combatente identitário na verdadeira acepção do termo, foi um fiel defensor da Causa desde os seus14 anos até ao dia da sua morte.
Acérrimo defensor do nacionalismo identitário flamengo, ert Eriksson nunca deixou de se afirmar como europeísta convencido, mostrando sempre uma camaradagem inexcedível para com todos os nacionalistas que partilhavam a sua concepção identitária.
Que o exemplo que foi Bert na luta e na fidelidade possa guiar as jovens gerações de militantes, pois pessoas de uma tal coragem, de uma tal fidelidade, de uma tal tenacidade e, enfim, de uma tal independência, já não existem.
É uma certa maneira de ser militante que desaparece.
Bert Eriksson Presente.

COIMBRA-Reunião do núcleo distrital do PNR.



No dia 8 de Outubro, pelas 11.00h terá lugar mais uma reunião do núcleo distrital do PNR.
Todos os interessados em participar deverão contactar-nos através do mail disponível no blogue.

SOURE Dono de café resiste a roubo e leva dois tiros

Jorge Queirós, vítima do crime: 'Tenho muita sorte em estar vivo'
O proprietário do café Jovem, em Casal do Barril, nos arredores de Soure, foi atingido com tiros de caçadeira na sequência de um assalto, na madrugada de sábado. “Tenho muita sorte em estar vivo, por falta de pontaria dos assaltantes”, disse ao Correio da Manhã Jorge Queirós, de 41 anos, a vítima do crime.
Jorge lembra-se que os ladrões, todos vestidos de preto, tinham um “sotaque esquisito”. A Polícia Judiciária está a investigar o crime.

segunda-feira, outubro 03, 2005

Incêndio na Figueira da Foz

A Figueira da Foz viveu ontem, durante toda a tarde e princípio da noite, um dos incêndios mais assustadores deste ano. As chamas chegaram próximo da cidade, havendo necessidade de evacuar o Parque Municipal de Campismo por precaução e de reforçar as atenções na Senhora da Encarnação.
Os nacionalistas da Figueira estão a colaborar no combate ao incêndio. Numa atitude de entrega e solidariedade, mostram mais uma vez que quando a Pátria os chama eles sabem dizer presente.

Apresentação Pública da JN


Decorreu no passado dia 1 de Outubro, na junta de Freguesia de Benfica, Lisboa, a apresentação pública da Juventude Nacionalista.

Foram oradores José Pinto-Coelho, Presidente do PNR e Filipe Batista e Silva, Coordenador Nacional da Juventude Nacionalista. Pinto-Coelho explicou às várias dezenas de jovens presentes os motivos que levaram o PNR a apostar na criação de um organismo juvenil como a JN, ao passo que Batista e Silva falou sobre o papel crucial da Juventude na sociedade e na política, e na importância estratégica que é para o movimento nacionalista apostar nos jovens, desempenhando um vasto trabalho nos estabelecimentos de ensino secundário e universitário, onde, actualmente, os programas educacionais estão intoxicado com uma corrosiva propaganda anti-nacional.

De acordo com Filipe Batista e Silva, os objectivos da JN dividem-se em duas componentes: os objectivos operacionais, de curto prazo, e os objectivos político-sociais, de longo prazo. Os objectivos operacionais da JN consistem no recrutamento do maior número possível de militantes, na implantação de vários núcleos locais e/ou escolares por todo o país e no arranque de uma acção sistemática junto das novas gerações. O grande objectivo de longo prazo da JN é contribuir para forjar uma nova geração de jovens nacionalistas, cujos méritos, capacidades e amor pátrio possam servir verdadeiramente para uma revolução drástica nos destinos da Nação e da política.

Nas suas alocuções, ambos os oradores apelaram à unidade e à acção, pois sem o empenho coordenado de todos os nacionalistas, nenhuma estrutura ou organização pode concretizar amplamente os seus objectivos.

Depois das duas intervenções, foi aberto um período de questões e diálogo entre a mesa – onde também se encontrava Rita Vaz, dirigente da JN – e os presentes.

domingo, outubro 02, 2005

E dirigentes sindicais também?



O antigo responsável pelos Recursos Humanos da Volkswagen, Klaus-Joachim Gebauer, revelou que a empresa pagava os serviços de prostitutas a vários executivos da empresa, entre os quais o seu antigo director, Peter Hartz, e Klaus Volkert. Em entrevista à revista alemã 'Stern', Gebauer admitiu que, na maioria das vezes pagava ele próprio os serviços, que depois debitava nas despesas da empresa.

No DW-World.de, adianta-se ainda que, segundo Gebauer «Ninguém mais imaginava uma viagem sem prostitutas. Os executivos só pensavam nisso.» Também segundo o Correio da Manhã, a Volkswagen organiza desde os anos 90 este tipo de "viagens de lazer" de que beneficiam altos quadros da empresa, bem como dirigentes sindicais.



Segundo o Correio da Manhã, «a 'Stern' assegura que uma das prostitutas que Hartz frequentava tinha 24 anos, era brasileira, e encontrou-se com o director de pessoal da Volkswagen no passado mês de Maio no 'Elefante Branco', em Lisboa, graças à intervenção de Gebauer.» Noutras notícias é referida a participação da brasileira Adryanna Barros, "namorada" ou "amante" de Klaus Volkert, beneficiando mesmo de alguns contratos suspeitos com a empresa. Através da influência de Volkert e de pressões sobre a empresa que detém a publicidade da Volkswagen no Brasil, Adryanna conseguiu ter um programa próprio de televisão, sobre turismo e viagens, que para além de lhe garantir o rendimento financiava viagens de luxo por todo o mundo, onde se cruzava com o sindicalista Volkert.

Klaus Volkert, de 62 anos, casado e pai de uma filha, começou por ser operário torneiro-mecânico. Através do sindicato dos metalúrgicos ascendeu ao conselho de funcionários da Volkswagen e a um lugar no conselho executivo da empresa, onde representava os trabalhadores no famigerado modelo de decisões patrão-empregado. Isto ter-lhe-á proporcionado mesmo um doutoramento Honoris Causa na universidade de Braunschweig.

Gebauer encontra-se a ser investigado juntamente com o director de Recursos Humanos da Skoda. Helmuth Schuster. As investigações incidem igualmente sobre casos de corrupção e desvio de dinheiro, entre os quais um projecto, que ficou no papel, de exportação de carros da Skoda para Angola por meio de uma empresa dirigidas por testa-de-ferro de Gebauer e Schuster, e que intermediaria o negócio lucrando cerca de mil euros por veículo.

Pilhado no Pura Economia

Biologia no Verão leva entusiastas à Serra da Lousã

“Biologia no Verão” leva entusiastas à Serra da Lousã
De olhos postos nos veados

Dezassete expedicionários foram atraídos sexta-feira pela ansiedade de verem, muitos pela primeira vez, os veados que povoam a Serra da Lousã.
Veja aqui

sábado, outubro 01, 2005

Entrevista com Filipe B. Silva, líder da Juventude Nacionalista

Hoje, dia 1 de Outubro, a Juventude Nacionalista, ala juvenil do Partido nacional Renovador, apresentou-se oficialmente à sociedade portuguesa, num evento que teve lugar na Junta de Freguesia de Benfica e que contou com a adesão de várias dezenas de jovens nacionalistas.
Infelizmente, uma vez mais se provou que existe por parte dos meios de comunicação do sistema uma acção concertada, com o intuito de reduzir o PNR e as suas actividades à inexistência política, social e civil. Com isto procuram assim aniquilar este partido nacionalista através de um blackout informativo. Porém, desenganem-se, não serão capazes! A Novopress, enquanto agência de informação alternativa, esteve presente e entrevistou o jovem dirigente da Juventude Nacionalista, Filipe Batista e Silva, que gentilmente nos concedeu estas respostas.
1) Filipe, em traços gerais, podes dizer-nos o que distingue a Juventude Nacionalista, enquanto secção juvenil do PNR, das demais juventudes partidárias no espectro político nacional?
A Juventude Nacionalista (JN) distingue-se desde logo de todas as restantes juventudes partidárias porque se encontra fora do sistema (não confundir com “fora da legalidade”). E digo isto no sentido em que a nossa postura é a de não compactuar com a classe política – da esquerda à direita – que, ao longo das últimas décadas, tem vindo literalmente a destruir o nosso país. Nenhuma outra juventude partidária assume à partida uma posição de ruptura total com o actual sistema.
Além disso, possuímos um projecto singular para a Juventude. Enquanto que as juventudes de esquerda pretendem corromper ainda mais os jovens com o elogio da droga, do aborto, da irresponsabilização social e das formas decadentes de cultura, e as juventudes de direita apenas têm interesse em tachos e no poder pelo poder, a JN quer formar uma nova elite de jovens cujo amor à Nação, méritos, capacidades e carácter combativo possam verdadeiramente servir a Pátria.
A Nação encontra-se moribunda. Uma nova geração de jovens nacionalistas é o sopro da vida que Portugal precisa!
2) A Internet é um veículo extraordinário para a divulgação dos nossos ideais e tem sido amplamente utilizada pelos nacionalistas para comunicarem, expressarem ideias e mesmo para se formarem política e ideologicamente. Contudo, o nacionalismo, sempre tão guetizado desde o 25 do A, não pode cingir-se à rede internáutica. Será que a JN poderá vir contribuir decisivamente para uma nova cultura política? Em que medida?
Toda a gente sabe que, hoje em dia, a Internet é um dado adquirido, que é indispensável e que tem inúmeras potencialidades a explorar, etc… Basta ver que o motor para o renascimento do nacionalismo em Portugal foi justamente a Internet. O nosso dever como militantes é usar todas as ferramentas ao nosso dispor. A Internet é uma delas. Há, naturalmente, muitas outras que precisam de ser igualmente trabalhadas e exploradas.
O espírito da JN é justamente o da acção concreta e visível. Para nós, a Internet é mais uma ferramenta e um meio de divulgação do que um instrumento de acção. A nossa área privilegiada de acção serão os estabelecimentos de ensino secundários e universitários. Nessa medida, somos inovadores, pois, pelo menos desde o início da década de 80 que não há nenhum movimento nacionalista inteiramente vocacionado para os jovens e para a incursão nos meios académicos.
Se queremos implantar uma nova cultura política no futuro, então devemos eleger as novas gerações como o alvo privilegiado da nossa acção. A mensagem e a postura da JN não deixarão os jovens indiferentes! No entanto, tudo se encontra ainda no início. Será preciso aguardar mais algum tempo até que a “máquina” comece e rolar por si própria.
3) As propostas mais arrojadas, digamos radicais, no seio dos partidos políticos surgem, habitualmente, da parte das suas juventudes. Será a JN, dentro da autonomia que lhe é própria, uma força inovadora e ousada nas ideias dentro do PNR?
Quando o PNR me confiou a tarefa de criar e liderar a JN, foi-me dada total confiança política para gerir a JN autonomamente. Foi-nos também concedida liberdade para usar uma linguagem e uma imagem mais “radical” e adaptada aos jovens, destituída do “rigor” e dos “formalismos” próprios de um partido. A base ideológica não poderia nunca deixar de ser comum à do PNR. A diferença está na forma como se transmite a mensagem, na forma como se comunicam as ideias e na forma como se age. Propomo-nos seguir essas orientações.
4) Quais as preocupações imediatas da JN?
Os nossos objectivos imediatos são: reunir à nossa volta o maior número de jovens nacionalistas, estabelecer núcleos activistas em escolas e localidades por todo o país e iniciar um trabalho sistemático junto das novas gerações. A nossa maior preocupação é que o “conformismo” e o “laxismo” característico dos jovens de hoje atrasem a concretização plena desses objectivos primários.
Aproveito para deixar uma mensagem aos jovens nacionalistas: A JN será aquilo que os militantes quiserem fazer dela! A meia dúzia de responsáveis da JN pouco podem fazer se não houver uma vontade profunda junto de centenas/milhares de jovens para agir com vontade e determinação em prol da causa nacionalista!
5) As escolas e universidades estão geralmente nas mãos de associações de estudantes conotados ou explicitamente ligados à esquerda. Pensas que, na qualidade de líder da JN, será possível a breve trecho estabelecerem-se núcleos estudantis nacionalistas? A JN tem alguma estratégia nesse sentido?
Como já disse em cima, a criação de núcleos é um dos objectivos primordiais nesta fase em que a JN está ainda a dar os primeiros passos. A estrutura interna daJN é muito simples, flexível e desburocratizada. Em primeiro lugar, os jovens devem fazer-se militantes preenchendo uma pequena ficha de inscrição e pagando uma cota anual simbólica (15 euros). Depois, a criação dos núcleos parte da iniciativa dos próprios militantes que se decidam organizar em núcleo da JN. Temos também em mente estimular a criação de listas de tendência nacionalista para as associações de estudantes.
Em apenas dois meses de existência, a JN conta já com várias dezenas de filiados em todo o país e com três ou quatro núcleos em fase de criação.
6) Opiniões sucintas para:
Governo Sócrates – Um Governo que se vê confrontado com uma crise económica e social sem precedentes em Portugal mas que não tem vontade nem condições políticas para inverter o rumo até à Queda final.
Propinas – Quem pode pagar, deve pagar. Quem não pode pagar deve ser ajudado. Os cábulas e os parasitas deviam ser simplesmente afastados das faculdades para não as contaminarem com os vírus do desleixo e da mediocridade.
União Europeia – Frente avançada do igualitarismo e do capitalismo liberal internacional. Suicídio da verdadeira alma europeia!
Haxixe e Cannabis – Forma de alienar e manietar os jovens. Forma de prejudicar a saúde, a virilidade e o espírito combativos dos jovens. Forma de anestesiar o potencial de inconformismo e de mudança.
Igreja Católica e Imigração – Uma simbiose cada vez mais inseparável: A igreja precisa de novos fiéis, por isso, interessam-lhe os imigrantes. Os imigrantes precisam da mensagem caridosa, humanista, igualitarista, mundialista e ecuménica da Igreja. A Igreja Católica que imbuía a alma e o ser íntimo da Europa é cada vez mais um mito. Saiu-nos o tiro pela culatra.
Novopress – Pela sua natureza proto-jornalística, trata-se de um projecto diferente de quaisquer outros existentes na rede nacionalista portuguesa. Ideologicamente muito preparado. Esteticamente agradável. A arquitectura em rede internacional facilita que os nacionalistas dos diversos países se conheçam melhor uns aos outros. Um projecto que, na sua versão portuguesa, em boa hora foi reavivado e dinamizado.
7) As derradeiras palavras são tuas.
Agradeço o “tempo de antena” concedido à JN. Desejo um longo futuro à NovoPress – Portugal e felicitações pelo trabalho que já tem vindo a realizar.
O FUTURO PERTENCE AOS NACIONALISTAS!

Novo Press

Negros, onde estão ?

Negros, onde estão ?
Clara Ferreira Alves

A América (e o resto do mundo) entrou em estado de choque com os pobres desalojados do Katrina. Negros, a maioria. Os jornais, as rádios, as televisões, os colunistas, os «pundits» apontam o dedo a uma pobreza americana, de raça negra, sulista, vítima da desigualdade, dos cortes orçamentais aos programas de combate à pobreza, dos cortes na Saúde e na Educação, dos cortes do welfare. Vítima do racismo e do esquecimento, da feroz desigualdade dos estados do sul, de maioria negra, em que os brancos controlam o poder económico e social. Está tudo certo, é tudo verdadeiro.
Mas, toda a gente sabe que existe uma classe média negra na América, com poderosas organizações de direitos civis. E que existe, tanto em Hollywood e Los Angeles, como em Chicago, como em Nova Iorque, um clube de milionários negros, poderosíssimos, que controlam o mercado da música rap que domina o mundo, controlam o merchandising da música rap, e controlam o mercado de raça negra consumidor desse merchandising (e não só, todos os miúdos brancos, de todo o mundo ocidental e abastado, copiaram a street fashion e os tiques dos rappers americanos. Yo!).
Mas, alguém viu da parte desta gente, que se caracteriza pelo consumo conspícuo de moda de alta costura e logos, de diamantes, de roupas caríssimas, de iates e carros, de jactos privados, e de um estilo de vida ostentosos à boa maneira dos líderes africanos corruptos, alguém viu, dizia eu, um grande movimento de solidariedade e ajuda financeira aos seus irmãos negros do sul? Alguém viu P. Diddy, Lil Kim, Russell Simmons, Quincy Jones, Mary J. Blige, e os milhares de rappers milionários de Chicago e Nova Iorque e da Califórnia, fazer o que fizeram alguns actores e celebridades de Hollywood e ajudar, ou abraçar, um desgraçado que perdeu a família e os bens no Katrina? Alguém viu o reverendo Jesse Jackson, ou Eddie Murphy, ou inefável reverendo Al Sharpton, ou mesmo os boxeurs negros e bem de vida como Mike Tyson (e de Michael Jackson e da sua família nem é bom falar) levantarem a voz e a mão num gesto altruísta? Só Oprah Winfrey o fez, e tem feito, e continua a fazer. Ela é a negra mais bem sucedida da América e a que tem maior consciência social. O resto, não existe, ou existe egocentricamente. Corruptamente.
Quando se culpa apenas a Administração Bush de tudo, e os brancos de tudo, de todo o racismo, deixa-se de lado o racismo de negros contra negros, o fosso entre ricos e pobres da mesma cor. Existe, e são poucos os que o saltam. Na América, como em África, quem menos ajuda os negros são os negros
Diário Digital

Sansão ou Coelho


Sansão Coelho, locutor de rádio, apresentador de televisão, residente na freguesia de Eiras e candidato do PS à Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais, diz:
"TRAZER PARA A FREGUESIA DOS OLIVAIS, INVESTIDORES, CAPITAL DE RISCO, E PROCURAR CRIAR AQUI UM “CORAÇÃO ECONÓMICO” QUE SEJA UM PULSAR ACTIVO DO CENTRO DO PAÍS".
Para quem não conhece a freguesia esta é poderia ser uma boa proposta, mas para quem conhece os Olivais, freguesia no coração de Coimbra, repleta de residências, esta proposta é de um populismo atroz e de uma imbecilidade de fazer chorar as pedras da calçada.

O rei vai nu

A verdadeira bomba suicida

PROGRAMA POLÍTICO DO PNR

Jorge Sampaio homenageia na 2.ª feira vítimas do Tarrafal

.
O Presidente da República, Jorge Sampaio, vai homenagear, na próxima segunda-feira, dia 3 de Outubro, os 32 portugueses que morreram no Campo de Concentração do Tarrafal, em Cabo Verde.
A cerimónia terá início cerca das 10 horas com a leitura solene dos nomes das vítimas e deposição de uma coroa de flores no Mausoléu, inaugurado em 1978, ano da transladação dos corpos dos 32 presos para Lisboa.
Em seguida, terá lugar uma sessão solene no Palácio de Belém, em que discursarão o Presidente da República e quatro dos sobreviventes do Tarrafal: Edmundo Pedro, Joaquim de Sousa Teixeira, José Barata Júnior e Josué Martins Romão.
Porque será que o Presidente da República, como grande humanista que é, não presta homenagem aos 12 mil soldados portugueses que tombaram no ultramar defendendo a pátria, os milhares de civis portugueses brancos chacinados pela UPA, Frelimo, MPLA, o Major Maggiolo Gouveia fuzilado pela FRETILIN em Timor, as vitimas das FP25 de Abril, os portugueses assassinados na África do Sul…?
A lista poderia continuar, é imensa, mas não, o Sr. Presidente homenageia 32 comunistas que morreram no Tarrafal. Os 100 milhões de mortos do comunismo são estatística, 32 mortos do Tarrafal são uma tragédia, para empregar a expressão do paizinho dos povos, Estaline.
Fonte Novo Press