sábado, outubro 01, 2005

Jorge Sampaio homenageia na 2.ª feira vítimas do Tarrafal

.
O Presidente da República, Jorge Sampaio, vai homenagear, na próxima segunda-feira, dia 3 de Outubro, os 32 portugueses que morreram no Campo de Concentração do Tarrafal, em Cabo Verde.
A cerimónia terá início cerca das 10 horas com a leitura solene dos nomes das vítimas e deposição de uma coroa de flores no Mausoléu, inaugurado em 1978, ano da transladação dos corpos dos 32 presos para Lisboa.
Em seguida, terá lugar uma sessão solene no Palácio de Belém, em que discursarão o Presidente da República e quatro dos sobreviventes do Tarrafal: Edmundo Pedro, Joaquim de Sousa Teixeira, José Barata Júnior e Josué Martins Romão.
Porque será que o Presidente da República, como grande humanista que é, não presta homenagem aos 12 mil soldados portugueses que tombaram no ultramar defendendo a pátria, os milhares de civis portugueses brancos chacinados pela UPA, Frelimo, MPLA, o Major Maggiolo Gouveia fuzilado pela FRETILIN em Timor, as vitimas das FP25 de Abril, os portugueses assassinados na África do Sul…?
A lista poderia continuar, é imensa, mas não, o Sr. Presidente homenageia 32 comunistas que morreram no Tarrafal. Os 100 milhões de mortos do comunismo são estatística, 32 mortos do Tarrafal são uma tragédia, para empregar a expressão do paizinho dos povos, Estaline.
Fonte Novo Press

1 Comments:

Anonymous Pascoal escreveu...
Nem sei o que escrever sobre o PR,não quero ser mto mal-educado, ao que prefiro falar das 32 vitimas do comumismo:

Todas essas vitimas, 32, foram poucas, pois quem é pelo comunismo é contra Portugal, logo é um traidor à pátria. Mas esse senhor, nosso PR, os traidores são herois e é claro que os traidores só podem ser herois para outros traidores!
1/10/05 18:08  

Enviar um comentário

<< Inicio