segunda-feira, novembro 28, 2005

A ARP têm um cromo de Coimbra

Não por não ter reparado, mas porque achei que o assunto merecia ser tratado em separado, não comentei o facto de um dos colaboradores da Associação Republica e Laicidade, ser uma personagem de Coimbra.
Trata-se do Carlos Esperança. Socialista dos quatro costados, nutre um ódio de morte por tudo o que é religião (chegou a publicar um artigo onde pedia um cemitério em Coimbra onde não houvessem cruzes, e outro contra o facto de a Guarda Nacional Republicana ter uma padroeira). Federalista convicto, abortista,e como bom seguidor das politicas do Sr Eng.defende a coinceneração para Souselas.
Façam uma viagem pelos blogues onde a criatura escreve, constatem com os próprios olhos o veneno que expele.Vejam as aluzões constantes à Igreja Catolica e forma como trata alguns assuntos.
Olhando para o ramalhete de colaboradores de que este Sr. É um exemplo, não nos restam duvidas acerca dos reais interesses desta Associação. Esperem pelos próximos capítulos e infelizmente terão que me dar razão.
Como já referi defendo a separação de Estado Igreja, não me causa nenhum problema o facto de não serem permitidos símbolos religiosos nas escolas. O que contesto, é que a decisão não nasce de uma atitude racional e ponderada, mas da sugestão de uma Associação (que cheira a Maçonaria até à quinta casa) que exala ódio por tudo o que é religião.
Um dia o povo português vai acordar e tirar estes sujeitos das paredes da nossa politica.

2 Comments:

Blogger Arruda escreveu...
Caro Vitor

Mais uma vez venho à liça e desta vez práticamente para concordar com tudo o que disse sobre o nosso conterrâneo Carlos Esperança, pois com ele só concordo na questão do aborto, mas isso é uma discussão que poderemos ter noutra ocasião e quando vir aqui editada a sua posição. Agora as posições deste senhor sobre a co-inceneração, a Federação de Estados Europeus, vugo Estados Unidos da Europa,sou completamente contra e sempre estarei na 1ª linha do combate. Quanto ao cemitério sem cuzes e aa GNR ter uma padroeira acho simplesmente que só dá para rir, Estes dois últimos não têm nada ver com a separação estado-igreja
Um Abraço
António Arruda
28/11/05 12:47  
Anonymous Anónimo escreveu...
Obrigado ao http://www.coimbra-nacional.blogspot.com/ pela investigação e exclarecimento.

Força!
29/11/05 01:31  

Enviar um comentário

<< Inicio