quarta-feira, janeiro 25, 2006

28 de Janeiro 2006: Manifestação em memória dos portugueses mortos África do Sul

Notícias PNR
Quarta, 28 Dezembro 2005

ALAMEDA D. AFONSO HENRIQUES - 15h!

Já ascende a 360 o número de portugueses mortos na África do Sul! Nem uma atitude é tomada pelo governos sucessivos... Será isto normal? Onde estão também os eternos "defensores" dos direitos das minorias? Não se preocupam com os portugueses emigrados? Porque é que altas individualidades do Estado mandam calar o Padre Gabriel, que faz apelos sucessivos aos governantes para que seja tomada uma atitude em prol dos portugueses residentes na África do Sul?
Ano após ano o Sistema divulga «estudos oficiais» a anunciar que «Portugal precisa de mais imigrantes», mas porque é que nunca foram criadas condições para os portugueses - que vivem uma autêntica tragédia na África do Sul - regressem a Portugal? Porque é que a habitação social, os subsídios, os apoios, as campanhas que são feitas para ajudar os imigrantes, não são canalizadas para dar a possibilidade aos emigrantes portugueses que queiram regressar se consigam estabelecer em Portugal?
E, já que a crise anunciada tem tendência para piorar cada vez mais, será que o comprovado empreendedorismo dos portugueses emigrados não serviria para ajudar a reabilitar a economia portuguesa?
Pois a propósito de mais dois assassinatos na África do Sul, e no seguimento dos constantes alertas dados pelo PNR, e perante a total apatia, indiferença e arrogância com que os políticos tratam os nossos compatriotas, chegou a hora de dizer basta!
No próximo dia 28 de Janeiro levantaremos bem alto as nossas bandeiras em memória de todos os portugueses assassinados na África do Sul, e em protesto contra o silêncio imposto pelos políticos do Sistema perante o autêntico genocídio do qual mais ninguém quer falar.

1 Comments:

Anonymous Anónimo escreveu...
Penso ser importante a presença de todos os portugueses nacionalistas ou não.Há que defender a memória dos nossos "irmaõs" que apenas tentavam encontrar recursos para poderem um dia voltar ao pais origem(visto nele não existirem condições)e que sofreram as atrocidades que todos conhecemos mas as quais políticos e dirigentes do nosso país fingem nao ver nao existirem.Mesmo que nao dê a cara perante a familia nacionalista por timidez vou estar presente sem duvida no jardim da cidade universitária á hora combinada
Saudações Nacionalistas

lionheart
25/1/06 02:23  

Enviar um comentário

<< Inicio