quinta-feira, janeiro 12, 2006

OTA/TGV: personalidades do Norte querem referendo

O apelo de juristas, economistas, professores universitários e dirigentes associativos é lançado em carta aberta ao Parlamento. As críticas são dirigidas a quem coloca os portugueses perante «a inevitabilidade de investimentos faraónicos», cujos custos e vantagens são pouco claros.
Caso os deputados não atendam ao pedido dos signatários da carta, será ponderada a hipótese de criar um movimento cívico para avançar com a recolha das 75 mil assinaturas necessárias para, por iniciativa popular, propor o referendo.
Que se inicie a recolha das 75000 assinaturas.