quarta-feira, março 01, 2006

COMUNICADO DA JUVENTUDE NACIONALISTA

Comunicado: Mais uma provocação do lóbi gay

A imprensa do passado dia 26 de Fevereiro noticiou a intenção do grupúsculo extremista gay “Panteras Rosa” realizar uma actividade, a ter lugar na cidade do Porto em data ainda não definida, que consiste em fazer exibir uma parelha de homossexuais em «demonstrações de carinho em locais públicos como cafés e restaurantes, para aferir da aceitação dos cidadãos à sua orientação sexual» (Diário de Notícias, 26/02/2006). A acção será acompanhada de perto pela comunicação social que irá registar e relatar as reacções populares suscitadas.

A Juventude Nacionalista considera que esta acção, a realizar-se, constitui uma clara provocação à população, sujeitando-a ao presenciamento de actos sem pudor, e fazendo do cidadão uma espécie de cobaia sob o exame dos “fiscais” do politicamente correcto. Além da clara provocação aqui patente, a Juventude Nacionalista considera que este acto é mais um golpe publicitário para a promoção da homossexualidade e uma forma de impingir aos portugueses a aceitação e a assimilação de um comportamento claramente não-normal e antinatural.

Importa também denunciar o aproveitamento político e mediático que as associações LGBT tentaram obter a partir da morte de um sem-abrigo brasileiro, toxicodependente e homossexual, associações essas que, curiosamente, nunca antes se tinham mostrado preocupadas com a condição dos sem-abrigo.

A Juventude Nacionalista considera, por fim, que estes factos constituem novas evidências para aqueles que, como nós, sempre têm afirmado existir um influente “lóbi gay” a actuar impunemente na sociedade portuguesa.

A Direcção Nacional da Juventude Nacionalista