terça-feira, janeiro 31, 2006

T-shirts da Juventude Nacionalista



Cor única: Azul
Tamanhos: S - M - L - XL

Preços:
Militantes - 10€
Não militantes - 15€

Como encomendar:
1) Enviar e-mail para E-Mail indicando o nome e a morada para onde a encomenda deve ser remetida.
2) Enviar vale postal à ordem de "PNR" para o endereço da JN com o valor correspondente ao pedido (Apartado 1081 / 2660 - 999 Sto. António dos Cavaleiros).
3) Assim que recebermos o vale postal, enviaremos de imediato a encomenda para o endereço indicado.

Todos os preços incluem os custos de envio.

Mais informações:
E-Mail
93 452 31 34

Discurso do Presidente do PNR, José Pinto-Coelho

Bem prega frei Tomás

Convento de Semide vai ser recuperado este ano


O concurso público para a segunda fase de recuperação do Convento de Semide, no concelho de Miranda do Corvo, deverá ser lançado no próximo mês.

O mosteiro de monges beneditinos, fundado em 1154, na localidade de Semide. Passou a convento de freiras para receber as descendentes de Martim Anaia, o fundador.
Do que resta, a parte mais antiga é o claustro do séc. XVI, cerca de 1540. O incêndio de 1664 devorou a maior parte do edifício que foi reconstruído e inaugurado, com a actual igreja, em 1697.
A ala poente foi queimada por um grande incêndio, em 1964.
A parte do Claustro Velho, a casa do Capítulo e a Sacristia foi também recentemente destruída por um incêndio de grandes proporções em 16 de Agosto de 1990.
De todo o conjunto salienta-se a Igreja, com um retábulo e cadeiral em madeira, dos finais do século XVII, azulejos policromáticos do séc. XVIII, esculturas dos séc. 17 e 18 e altar-mor também do século 17. O órgão da Segunda metade do séc. 18.
Em Setembro de 2000 foi descoberta a fornalha d um primitivo fogão durante as obras efectuadas no refeitório do Convento, supervisionadas pela direcção-geral dos Edifícios e Monumentos.
Trata-se de uma fornalha embutida no solo da antiga cantina, na qual a combustão se processaria através de um túnel construído em tijoleira que também foi posto a descoberto.
Este achado está preservado, servindo de testemunho da época de construção daquela parte do edifício que remota aos séc. 17 e 18.
Encerrado na altura da extinção das ordens religiosas, aí foi instalada uma escola Profissional de Agricultura, sob a égide da então Junta Distrital, por iniciativa do Dr. Bissaia Barreto.
Devido ás condições acústicas do local tem-se realizado anualmente o ENCONTRO DE COROS na Igreja do Mosteiro de Santa Maria de Semide que tem contado com coros nacionais como também internacionais.

segunda-feira, janeiro 30, 2006

Blogues Nacionalistas

Ninguém os pára. Pena é que alguns se fiquem só pelo projecto, ou comecem pouco a pouco a perder embalagem. Passem pois pelo O ISENTO

FESTIVAL - Montemor prepara a mesa

Governo sem intenções de avançar (já) com o metro


Automotoras vão continuar a circular no Ramal da Lousã. O Governo vai apenas modernizar, para já, a linha ferroviária entre Serpins e Coimbra, deixando para mais tarde a electrificação.
O desinteresse deste governo por Coimbra continua, aliás este tipo de atitudes vêm na sequência das políticas dos anteriores governos.
O investimento é feito sobretudo nas cidades onde podem contabilizar mais votos, fazendo com que as assimetrias sejam cada vez são mais acentuadas.
Fonte

domingo, janeiro 29, 2006

Criminalidade na zona Centro

Neste, como nos últimos anos, a GNR regista, no entanto, que os tempos de deixar as chaves na porta já lá vão. A sociedade evoluiu e tem "novas formas de criminalidade violenta" ligadas à internacionalização e à baixa do nível etário dos grupos de risco. Há cada vez mais grupos com um "desfasamento grande de valores essenciais como a vida humana" que se reflecte em casos limite, como o de Estarreja, em que dois militares foram baleados numa simples operação de fiscalização de trânsito.
Quem o diz é o Coronel Rui Paredes, que em relação à criminalidade na zona de actuação da Brigada Territorial n.º5 - que abrange os distritos de Coimbra, Aveiro, Viseu, Guarda e Castelo Branco -, afirma que é"perfeitamente aceitável" o aumento da criminalidade em três por cento no último ano. Olhe que não, olhe que não meu Coronel.
O sentimento de insegurança é cada vez maior, aceitável era a criminalidade ter baixado.
Fonte

Hospital Pediátrico Expliquem o problema


Os problemas técnicos detectados numa das frentes de obra do novo Hospital Pediátrico de Coimbra são, afinal, de fácil e rápida resolução. Esta foi a afirmação unânime de todos os participantes no debate promovido pelo Conselho da Cidade na última quinta-feira.
Os problema técnicos encontrados podiam resolver-se num mês e meio a dois meses de trabalho, não se compreende como é que já passaram seis meses e nada está resolvido.
Sem justificação compreensível para a paragem na frente de obra afectada, pode-se mesmo avançar com a justificação da falta de verbas, admitindo ser esse o problema do atraso na construção do novo Pediátrico de Coimbra. Isto apesar de avançarem outros projectos de construção de novas unidades em Lisboa e no Porto.
Fonte

28 DE JANEIRO 2006: MANIFESTAÇÃO EM MEMÓRIA DOS PORTUGUESES ASSASSINADOS ÁFRICA DO SUL


Hoje, dia 28 de Janeiro pelas 15h, realizou-se uma homenagem aos nossos compatriotas assassinados na África do Sul desde a chegada ao poder, naquele país, do partido comunista A.N.C.
O evento consistiu na exibição de 361 cruzes brancas de madeira, representando o número de portugueses assassinados naquele País. Crimes que são motivados, quase sempre, por um ódio racista.

sábado, janeiro 28, 2006

Judiciária deteve alegado violador de menor


Um homem de 39 anos foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) de Coimbra, por suspeitas de ter violado, repetidas vezes, um menor de 14 anos, desde meados do ano passado.
O suspeito foi sujeito ontem a interrogatório no Tribunal de Instrução Criminal de Coimbra e, posteriormente, colocado em liberdade, sob a condição de se apresentar, diariamente, no posto policial da sua residência.
Este país começa a bater mesmo no fundo. Escumalha desta espécie deixada em liberdade só nesta republica das bananas.
Fonte

Choque tecnológico

28 de Janeiro 2006: Manifestação em memória dos portugueses assassinados África do Sul


ALAMEDA D. AFONSO HENRIQUES - 15h!
Junto à Fonte Luminosa

Apertar o cinto à moda do sistema

sexta-feira, janeiro 27, 2006

O idiota da semana

Miguel Cadilhe defende a saída de 200 mil funcionários públicos para equilibrar as contas públicas.
Em declarações à TSF, o ex-ministro considera que é necessário que os trabalhadores do estado saiam através da rescisão amigável.

Falta investimento no Distrito


A falta de dragagem no porto da Figueira da Foz impossibilita a sua utilização.

Os políticos do sistema não se entendem nem viabilizam o projecto do Metro Coimbra.
Nós dizemos para este governo o Distrito nem sequer vêm no mapa. Enquanto o Sr. Eng. não achar que já está paga a desfeita que lhe fizemos, ao não aceitar a coinceneração, pouco ou nada será feito por estas bandas.

BLOGUES NACIONALISTAS

Cantanhede recebe VIII Ciclo de Teatro Amador

Vinha da Rainha pretende relançar vitivinicultura local

quinta-feira, janeiro 26, 2006

28 de Janeiro 2006: Manifestação em memória dos portugueses assassinados África do Sul



ALAMEDA D. AFONSO HENRIQUES - 15h!
Junto à Fonte Luminosa

OLHOS NOS OLHOS


A minha opinião acerca do conflito Israel o Palestino é de que estão bem uns para os outros.
Os crimes e os atentados aos direitos humanos são perpetrados por ambos os lados.
Mas acerca dos recentes resultados eleitorais do Hamas, aposto que a esquerda inteligente está em festa. Já que não ganham nada em Portugal sempre podem festejar olhos nos olhos as vitórias do terrorismo noutras paragens.

DESAFIO

Ministro desafia hospitais a fazerem mais investigaçãoApontou um caminho para Coimbra e sugeriu que a cidade saia da «confinação da curva entre a Lapa e o Choupal».
Nós desafiamos o Sr. Ministro da confinação da curva entre o TGV e a Ota, e comece a arranjar verbas para acabar com as listas de espera e apoiar a investigação.

quarta-feira, janeiro 25, 2006

Será verdade?


Pilhado no,blogue Jornaleiros de Coimbra

Património Mundial de Origem Portuguesa é tema de debate em Coimbra

Contribuir para a criação de uma rede de cooperação internacional de todos os países com património de origem portuguesa é o objectivo de um encontro que vai decorrer no Auditório da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, entre sexta-feira e domingo.

Encontro internacional decorre entre sexta e domingo.

PENEDO DA MEDITAÇÃO

28 de Janeiro 2006: Manifestação em memória dos portugueses mortos África do Sul

Notícias PNR
Quarta, 28 Dezembro 2005

ALAMEDA D. AFONSO HENRIQUES - 15h!

Já ascende a 360 o número de portugueses mortos na África do Sul! Nem uma atitude é tomada pelo governos sucessivos... Será isto normal? Onde estão também os eternos "defensores" dos direitos das minorias? Não se preocupam com os portugueses emigrados? Porque é que altas individualidades do Estado mandam calar o Padre Gabriel, que faz apelos sucessivos aos governantes para que seja tomada uma atitude em prol dos portugueses residentes na África do Sul?
Ano após ano o Sistema divulga «estudos oficiais» a anunciar que «Portugal precisa de mais imigrantes», mas porque é que nunca foram criadas condições para os portugueses - que vivem uma autêntica tragédia na África do Sul - regressem a Portugal? Porque é que a habitação social, os subsídios, os apoios, as campanhas que são feitas para ajudar os imigrantes, não são canalizadas para dar a possibilidade aos emigrantes portugueses que queiram regressar se consigam estabelecer em Portugal?
E, já que a crise anunciada tem tendência para piorar cada vez mais, será que o comprovado empreendedorismo dos portugueses emigrados não serviria para ajudar a reabilitar a economia portuguesa?
Pois a propósito de mais dois assassinatos na África do Sul, e no seguimento dos constantes alertas dados pelo PNR, e perante a total apatia, indiferença e arrogância com que os políticos tratam os nossos compatriotas, chegou a hora de dizer basta!
No próximo dia 28 de Janeiro levantaremos bem alto as nossas bandeiras em memória de todos os portugueses assassinados na África do Sul, e em protesto contra o silêncio imposto pelos políticos do Sistema perante o autêntico genocídio do qual mais ninguém quer falar.

terça-feira, janeiro 24, 2006

Palavras de ontem

Achei umas reflexões, dos idos de 1976, em que o camarada engenheiro devia estar a pensar enquanto visitava esta humilde casa. Aqui vão elas.
***
Se te manténs fiel aos princípios nacional-revolucionários, se te guias por normas baseadas na Justiça e na Verdade, verás como alguns te chamarão "reaccionário" e outros "exaltado" e "revolucionário". Umas vezes "fascista'" e outras "comunista". Esses, uns e outros, guiam-se por medidas muito diferentes do padrão nacionalista. Louvar-nos-ão ou insultar-nos-ão conforme algumas dos nossas teses coincidirem com algumas das suas.
***
Um inimigo de hoje pode ser um camarada de amanhã. Um amigo de hoje pode ser um inimigo de amanhã. Pessoas que hoje combatemos podem ser perfeitamente nossos camaradas num amanhã não muito longínquo. Isso não significará de modo algum que nos tenhamos "vendido". Simplesmente se deve a que nós não combatemos nem odiamos pessoas, mas apenas combatemos as ideias que elas representam ou defendem, quando as consideramos nocivas para o fim que perseguimos.
***
Há camaradas que continuam a não nos entender. Talvez porque "não há pior surdo do que aquele que não quer ouvir". Não pretendemos que todos os Nacionalistas sejam iguais a nós. O nível de exigência, disciplina e seriedade que impomos a nós próprios não pode ser adoptado por toda a gente sem riscos de colapso. No entanto, o que tão pouco podem pretender esses camaradas é desqualificar-nos a nós, rotulando-nos de "puros" ou "místicos".
***
Há camaradas e ex-camaradas que não têm fé na nossa doutrina porque a sua falta de conhecimentos e a sua pouca habilidade para o debate ideológico os fazem acreditar na fraqueza dos nossos princípios. Se por acaso tu também cais nesse lugar comum de que a doutrina Nacionalista é algo “desfasado” ou muito incompleto, antes de o dizeres, sobretudo se for em público, tem a precaução de fazer um prévio reconhecimento ao cérebro e aos reflexos.
***
(in Combate)
Achei por bem pilhar este texto pois tudo o que está escrito nele não podia ser mais actual.

Dinheiros


Terminada a comédia da campanha eleitoral os candidatos deitam contas à vida.
Já é sabido o quinhão que cabe a todos da subvenção pública total prevista na lei para as eleições presidenciais.
A parte mais hilariante desta notícia prende-se com o facto do Sr. Xico ir pedir um empréstimo bancário para pagar parte da campanha. Seguindo o exemplo do seu camarada músico, também o chefe do berloque quando precisa, se deixa tentar pelos favores da banca.

CONVOCATÓRIA NACIONAL


A um regime que insiste recordar e homenagear os mortos de outras nações e/ou os mortos de guerras alheias mas, ao mesmo tempo, esquece os mortos da própria nação, chamamos, com toda a propriedade, de regime anti-nacional!

Desde 1990 foram assassinados mais de 360 portugueses na África do Sul, a grande maioria dos quais em condições verdadeiramente bárbaras e cruéis. No entanto, desconhece-se qualquer acto oficial do Estado Português em memória dessas centenas de filhos da Pátria. Muito menos se conhece qualquer iniciativa relevante no sentido de tentar minimizar a tragédia que vive a Comunidade Portuguesa naquele país. Aliás, altos responsáveis do Estado, tais como o sr. Jorge Sampaio, tudo têm feito para silenciar aqueles que, como o Padre Gabriel, têm tentado, em vão, denunciar o genocídio.

Já que o Estado "português" não cumpre o seu dever, os nacionalistas vão tomar a iniciativa de recordar e homenagear os portugueses que, desde 1990, têm sido assassinados na África do Sul. Por isso, a Juventude Nacionalista convoca todos os seus militantes -- e demais jovens conscientes deste país -- para a marcha que irá decorrer em Lisboa, no dia 28 de Janeiro, em local e hora a anunciar brevemente.

A Direcção Nacional da Juventude Nacionalista
10 de Janeiro de 2005

segunda-feira, janeiro 23, 2006

três tiros no escuro


Não deixe de ler no Batalha Final.

Cantanhede Piscinas recebem festival aquático


Mais de 500 pessoas, entre crianças, jovens, adultos e seniores vão participar no IV Festival Aquático, que vai decorrer nas piscinas municipais.
As Piscinas Municipais de Cantanhede vão receber o IV Festival Aquático, um evento que vai incidir em demonstrações de actividades que têm vindo a ser desenvolvidas nas diversas valências, numa manifestação desportiva alargada, desde a adaptação ao meio aquático para bebés, classes de primeiro mergulho e ainda dos diferentes escalões da Escola Municipal de Natação.
Fonte

BLOGUES NACIONALISTAS

RECONQUISTA LIBERTÁRIO, NACIONALISTA, MONARQUISTA

Acção de propaganda em MIRA

O Partido de Portugal faz uma acção de colagens em Mira




PNR COIMBRA

Textos PNR

Homofobia na Europa: mais um dogma!

Domingo, 22 Janeiro 2006

Há dias atrás, o Parlamento Europeu aprovou uma resolução - Resolução do Parlamento Europeu sobre a homofobia na Europa - que brevemente será Lei na generalidade das Nações europeias.
É particularmente grave a força do lóbi gay que está profundamente enraizado nas esferas da decisão e da governação das Nações europeias e dos órgãos de comunicação social.
Como se poderá constatar com a leitura desse documento, a capacidade de deturpar e forjar as realidades, levada a cabo por uma minoria anormal e demente é um perigo real para o futuro da civilização europeia, atando cada vez mais, de mãos e pés, as consciências dos povos europeus.
Estes governantes - campeões da democracia, da tolerância, da liberdade de expressão e de pensamento - vão gradualmente deixando cair o seu manto e o seu verniz da hipocrisia e revelando com crueza o verdadeiro totalitarismo do seu pensamento único. São verdadeiras fábricas de tabus! Fábricas de dogmas!
Perseguem criminalmente quem ouse pronunciar-se ou simplesmente questionar os seus dogmas, que constituem já uma pequena lista de rótulos, utilizados de forma leviana e grosseira, para poderem aplicá-los criminalmente a quem os incomodar e se mostrar inconformado com este degradante estado de coisas.
É assim que, agora se junta aos dogmas do “racismo”, “xenofobia”, “anti-semitismo”, “fascismo”, etc., um novo dogma: a “homofobia”.
Protegidos por este rótulo, os promotores da anormalidade, da aniquilação dos valores e da destruição da dignidade humana (lóbi gay, extrema-esquerda e parte da esquerda dita responsável), terão assim a faca e o queijo na mão para perseguirem e/ou ostracisarem os defensores da normalidade, dos valores e do ser humano. Esta perseguição tomará contornos penais, além de continuar com o “saneamento” das pessoas normais nos empregos e centros de decisão, em benefício dos autodenominados LGBT.
Nesta caminhada da destruição, a esquerda tem contado sempre com a conivência da direita mole e subserviente. Mas aos Nacionalistas jamais calarão, porque a nós ninguém nos cala! Nós não temos medo do politicamente correcto!
Pelo contrário! Mais e mais, apelamos à revolta das consciências e à libertação deste jugo estupidificante e intoxicador das mentes.
O “delicioso” documento que dá corpo à Resolução do Parlamento Europeu, entre outras tantas “pérolas”, brinda-nos com mimos do estilo: “Considerando que a homofobia pode ser definida como um receio irracional e uma aversão relativamente à homossexualidade e às pessoas do grupo LGBT(...)”.
Ou seja, utilizam sempre a técnica da minimização intelectual daqueles que se opõe às suas ideologias perversas, revelando assim, que os campeões da tolerância são da mais radical intolerância. Algo que para nós não é novidade...
Mais: a União Europeia considera que recentemente, ocorreram uma série de acontecimentos “preocupantes” nalguns “estados-membros”, entre os quais, manifestações de grupos “homófobos”... Ou seja, a nossa manifestação do passado dia 17 de Setembro contra o lóbi gay, tocou-lhe em cheio na ferida!
Vão ainda mais longe na sua mentira paranóica, referindo a “(...) reacção positiva, democrática e tolerante que nalguns casos emanou da própria população (...)”.
Querem-nos fazer crer à força de propaganda e manipulação, que a maioria das pessoas – positivas e tolerantes – concordam com os seus ideais absurdos, em oposição aos grupos “homófobos” – irracionais e violentos – que constituem alvo a abater...
Exorta assim – esta resolução – os “estados-membros” e a Comissão a condenarem firmemente a linguagem de “ódio homófobo”, instando à aplicação de sanções penais. Realçamos por último, que se insta os “estados-membros” a acelerarem a luta contra a homofobia, também através de meios “pedagógicos”, como campanhas (pagas com o nosso dinheiro!) nas escolas e na comunicação social, para fazerem a lavagem ao cérebro das crianças, jovens e adultos.
Quer isto dizer, que a partir da data em que esta resolução passe a vigorar como lei, as pessoas ou grupos que se insurgirem, por exemplo contra as situações anti-natura, tais como o “casamento” de homossexuais ou a adopção de crianças por esses “casais”, estará assim a incorrer em discriminação contra as pessoas LGBT (denominação esta, que já por si é um contra-senso, pois trata-se de uma auto-descriminação) e ódio homófobo, indo acabar na barra do tribunal.
É esse o futuro que queremos?
Pois nós, Nacionalistas do PNR, que nos opomos ao federalismo europeu e à ditadura de Bruxelas, lutaremos sempre para que em Portugal, mandem apenas os Portugueses! Apelamos assim à revolta das consciências contra este sistema da destruição nacional. Tal lei em Portugal, não passará pelo nosso silêncio!
A nós, não nos calam!
PNR

domingo, janeiro 22, 2006

Presidenciais 2006


Mais um ciclo político é hoje encerrado no nosso país.
O Sr. Silva foi eleito á primeira volta, o que não causou estranheza a ninguém, só os vendedores de ilusões tentaram ludibriar o povo tentando-o convencer do contrário.
Os partidos da esquerda trotskista caviar e da esquerda estalinista estiveram iguais a si próprios, embora os resultados globais fossem idênticos aos das eleições para o Parlamento, não se cansaram de gritar vitória. Vi defraudada a minha esperança de o berloque não conseguir os cinco por cento, era uma maneira de o erário público não ser prejudicado com gente daquele calibre. Não que isso fosse prejudicar o partido do Sr. Xico pois para quem defende a liberalização da droga do aborto livre e de mais liberdades para os criminosos, será sempre fácil arranjar um “mecenas” que pague a campanha.
Desiludam-se os portugueses, que de alguma maneira viram em Cavaco Silva o salvador da pátria.
Terminada este teatro das eleições, o “machado de guerra” foi enterrado e o “namoro” já começou.
Não vamos de certeza ter um “Portugal maior” nem “Portugal vai vencer”. Na maioria das vezes vamos ver Cavaco e Sócrates de mãos dadas, com uma ou outra discordância, mas no essencial será tudo farinha do mesmo saco. Tenho mesmo sérias dúvidas que a profecia de Mário Soares se concretize e o actual executivo face a duas derrotas eleitorais venha a cair.
Resta-nos a esperança no crescimento em militância que o PNR Partido de Portugal está a ter. Os núcleos do partido e da juventude não param de crescer, as acções de propaganda repetem-se, o que já faz temer os partidos do sistema. Começa finalmente a amanhecer.

Fonte

MANIFESTAÇÃO


Realizar-se-á no próximo dia 28 de Janeiro, pelas 15 horas, em Lisboa, uma manifestação de pesar e condenação pelo assassinato dos nossos compatriotas na África do Sul.
A Causa Identitária solidariza-se com esta iniciativa lembrando que toda a comunidade europeia tem sofrido a discriminação, a perseguição e a violência naquele país africano.

As paredes a quem as pinta

As paredes a quem as pinta

O núcleo do PNR da Margem Sul não dá tréguas ao descanso!
Fonte

JUVENTUDE NACIONALISTA



Adere à força Jovem - Radical - Nacional!
Se tens entre 14 e 26 anos de idade, já podes aderir à Juventude Nacionalista - a alternativa jovem e radical ao sistema de destruição nacional! O Boletim de adesão está disponível em formato PDF. Só tens que imprimir, preencher e enviar para o nosso apartado juntamente com a cópia do teu Bilhete de Identidade.
Boletim de Adesão à Juventude Nacionalista
Para efectivares a adesão, terás que enviar um cheque ou vale postal no valor de 15 euros à ordem de «PNR». Envia tudo para o apartado da Juventude Nacionalista:
JN
Apartado 1081
2660 - 999 Sto. António dos Cavaleiros
A jóia de adesão à JN é de 15 Euros, e a quota anual será também de 15 Euros. A jóia de adesão conta como a primeira anuidade, pelo que só terás que voltar a pagar 15 Euros em Setembro de 2006. Quem quiser contribuir com valores superiores é livre de o fazer. Lembra-te que a JN só pode crescer com apoio de todos!

Todos os militantes terão direito a um cartão de militante (ver em baixo). O cartão será válido por um ano (de Setembro de 2005 até Setembro de 2006). A renovação do cartão será feita em Setembro/Outubro de 2006 aos militantes que tiverem as suas cotas em dia.

Os militantes da JN podem formar núcleos escolares/locais onde poderão desempenhar diversas actividades, entre as quais a distribuição de propaganda da JN.
Para mais informações a respeito da adesão à JN, contacta a nossa responsável pelo recrutamento, Rita Vaz.

E-mail: recrutamento @ juvenac . org
Tel.: 93 452 31 34

EUTANÁSIA: NA HOLANDA AS PESSOAS IDOSAS SÂO UM PESO PARA A SOCIEDADE.

O médico holandês Herbert Cohen descreveu detalhadamente como mata os seus pacientes. É interessante observar a sua atenção para o detalhe estético, e também é significativo que é apenas um dos muitos médicos holandeses que dão consulta domiciliar não para curar, mas para matar.
Cohen aparece na casa do "escolhido" com um lindo ramo de flores. Conversa amavelmente com a família para a deixar à vontade. Depois, aproxima-se da sua vítima, a quem ele primeiro aplica um injecção com um reagente para dormir e, em seguida, com uma substância curare, paralisante fatal.
Cohen é pontual: "Se o compromisso foi marcado para as 8 horas, chego às 7h55, o paciente já estará dormindo às 8 e morto até às 8h10". Então ele chama a polícia e diz que ocorreu uma eutanásia, e um médico vem até à casa para fazer um exame. Apesar de ter seguido esse procedimento dezenas de vezes, nunca foi processado, porque anexa os requisitos de notificação prescritos pela lei holandesa. "Testamento para Subsistência" não significa nada. As declarações de pacientes sobre um desejo de viver ou de receber certos tratamentos, em documentos semelhantes ao "Testamento para Subsistência" dos EUA e à Procuração Permanente (DPAs), não significam nada na Holanda.
Os médicos realizam frequentemente eutanásias involuntárias em pacientes com diabete crónica, reumatismo, esclerose múltipla, SIDA ou bronquite, e em pacientes mais idosos, vítimas de acidentes, independentemente do prognóstico.
Muitos cidadãos holandeses, em autodefesa, transportam agora consigo um "Testamento para Sobreviver" (emitido pela adequadamente chamada Sociedade do Santuário, ou Schuilplaats), a qual declara que eles não desejam a eutanásia para si sem o seu conhecimento. Esses documentos também são chamados de Passaportes para a Vida, ou cartão "Não-Me-Matem".
Presumivelmente, essas declarações têm pouca importância para os mesmos médicos que as redigiram. O cardiologista holandês, Richard Fenigsen, observa que "o ónus de justificar a sua existência está agora com o paciente." E o Procurador-Geral da Holanda, T.M. Schalken disse que "...as pessoas idosas começam a considerar-se um peso para a sociedade, e sentem-se na obrigação de iniciar conversações sobre eutanásia ou mesmo solicitá-la. Os Pacientes são pressionados. Se uma pessoa de 60 anos de idade ou mais, não pode evitar o seu internameno num hospital holandês, os médicos e enfermeiras sugerir-lhe-ão insistentemente a eutanásia, mesmo que ela não a solicite, mesmo se estiver sofrendo apenas de uma doença não muito séria. Toda essa questão resulta num temor crónico, entre as pessoas idosas da Holanda, de que seriam assassinadas caso se encontrassem com profissionais da área da saúde em qualquer situação.
Uma ampla pesquisa de 1987 mostrou que 68 por cento de todos os cidadãos holandeses idosos têm medo de serem mortos sem o seu consentimento ou mesmo sem o seu conhecimento.
O número de asilos na Holanda diminuiu mais de 80 por cento nos últimos 20 anos, e a expectativa de vida das poucas pessoas idosas que permanecem em tais asilos está a tornar-se cada vez menor. Em alguns casos, pode ser medida em questão de horas.
Muitas pessoas idosas em asilos na Holanda apenas bebem água das torneiras e não bebem nenhum outro líquido, porque acreditam que o seu sumo de laranja ou leite pode estar misturado com veneno mortal.
Os médicos cometem eutanásia involuntária nos asilos holandeses, até em pacientes que não são doentes terminais, ou naqueles que necessitam de tratamento intensivo em casa, inclusive aqueles com esclerose múltipla e até cegueira.
Cometem também eutanásia involuntária em vítimas de acidentes e em pessoas com reumatismo, diabete, SIDA e bronquite.
A Holanda possui uma população de cerca de 16 milhões, e os EUA aproximadamente de 273 milhões. Se o índice de eutanásia na população dos EUA fosse o mesmo da Holanda, haveria 400.000 assassinatos por eutanásia em cada ano nos EUA - um por cada vinte segundos durante um dia normal de trabalho - o equivalente à população total na idade de 80 anos!
Fonte

sábado, janeiro 21, 2006

Escândalo!


Esta não vem nos jornais!
Divulguem!
E confiem na objectividade da análise jornalística!!! Confiem neles!!!
É mais um escândalo. Agora com os JORNALISTAS!!!
Porque é preciso ter os jornalistas na mão…
… O subsistema de saúde destes pardais é INTOCÁVEL!!!

A caixa de previdência e abono de família dos jornalistas é dirigida por uma comissão administrativa cuja presidente é a mãe do ministro António Costa e do Director-Adjunto da Informação da Sic, Ricardo Costa (Maria Antónia Palla Assis Santos - como não tem o “Costa”, passa despercebida…).
O inefável Ministro José António Vieira da Silva declarou, em Maio, último que esta caixa manteria o mesmo estatuto! Isso inclui regalias e compensações muito superiores às vigentes na função pública (ADSE), SNS e os outros subsistemas de saúde. Mas este escândalo não será divulgado pela comunicação social, porque é parte interessada (interessadíssima!!!) pelo há que o divulgar ao máximo por esta via!!!
Fonte

Crimes contra a GNR disparam


Disparos com armas de fogo, agressões, atropelamentos. Delitos contra militares aumentaram 72% nas primeiras duas semanas do ano
O poder politico já não consegue esconder os factos. Por mais que os políticos do sistema o tentem camuflar.
FONTE

sexta-feira, janeiro 20, 2006

SANTARÉM NACIONAL


O Santarém Nacional faz hoje anos.
Que conte por muitos são os votos sinceros do irmão mais novo.

Quando a esmola é muita…….

Todos temos acompanhado a polémica sobre o (MIT) Massachusetts Institute of technology.
Acusações de um lado e do outro, sobretudo acções de bastidores que acabam sempre por escapar à opinião publica.
Quando sabemos que este Instituto parece ter uma relação muito directa com o GrupoBilderberg (que até determina grande parte das admissões) ficamos a compreender tanto secretismo.

quinta-feira, janeiro 19, 2006

CDS Importações e exportações

Depois de terem ajudado a criar a Cova da Moura e outros bairros similares os centristas pretendem agora expandir o negócio por toda a Europa.
Veja aqui como

DIVULGAÇÂO - Ao serviço da cidadania.

Carta-aberta ao Primeiro-Ministro
Artigo do Dr. Luís Canavarro*
Senhor Primeiro-Ministro Excelência Escrevo na qualidade de médico das carreiras hospitalares e faço-o numa publicação profissional por julgar que o assunto é do interesse de todos os meus colegas. Dirijo-me ao Estado, entidade abstracta, meu empregador, que V.ª Ex.ª, por força das últimas eleições, legítima e indiscutivelmente representa. E, desde já, asseguro que não me move qualquer intuito político.
Debalde poderá V.ª Ex.ª buscar qualquer filiação partidária, que não tenho, nunca tive e julgo nunca terei. Tampouco achará V.ª Ex.ª no meu curriculum atitudes de reivindicação, de reclamação ou de contestação, fora do mais estrito âmbito laboral.
Esta carta é tão-somente um pedido de decência nas relações de trabalho com a minha entidade patronal, ditada pelo frustrar do que cuidava serem as mais legítimas expectativas.
Quando há mais de um quarto de século aceitei começar a trabalhar para o Estado, fi-lo na convicção de que era uma entidade recta e íntegra ou, como em linguagem vulgar se diz, uma pessoa de bem. Não o é, como ao longo dos anos vim constatando: O Estado é um gestor ruinoso do bem comum, que todos pagamos.
As contas públicas não deixam margem para dúvidas. O Estado é caloteiro, paga pouco, tarde e mal mas, reciprocamente, é o mais temível dos credores. Basta ver como nega o princípio da compensação. O Estado é iníquo e corrupto. Confirme-se, a cada nova ronda de eleições, o baile de apaniguados a ocupar furiosamente os lugares públicos, sem concurso, sem justificação e, pior que tudo, sem competência. De tal situação, deu V.ª Ex.ª o mais despudorado exemplo.
O Estado denega a Justiça. Ao recusar criar condições para uma laboração rápida e exemplar dos tribunais, ao legislar diplomas dúbios, efémeros, se não contraditórios, perpetua-se o primado do acordo de circunstância ou do acto administrativo sobre o que devia ser Justiça, límpida e rigorosa. Mas, ainda que tenha criado do Estado uma tão má imagem, nunca julguei que se pudesse chegar a violar princípios fundamentais do Direito, como o da não retroactividade das leis. Princípios que fazem parte dos direitos, liberdades e garantias universais de cujo reconhecimento Portugal é signatário. Ao que parece pouco convicto. Declarou V.ª Ex.ª publicamente a suspensão da progressão nas carreiras e o aumento da idade da reforma.
A menos que se trate de mais uma afirmação para não cumprir, a que V.ª Ex.ª nos vai habituando, tal representa, pura e simplesmente, legislar com efeitos retroactivos à data de início do contrato de trabalho - 26 anos, no meu caso. Ora, quando me vinculei à Função Pública, foi-me asseverado que teria o meu direito à reforma aos 60 anos e à progressão na carreira conforme prevista nos regulamentos aplicáveis. Os descontos a que fui sujeito ao longo destes anos a favor da segurança social não são mais um imposto, mas sim uma quantia que é minha e que confiei ao Estado para que a guardasse, investisse e finalmente provesse à minha reforma, segundo os termos acordados. Nas recentes medidas económicas de excepção, sacrificou V.ª Ex.ª, uma vez mais, aqueles que pagam, sempre o fizeram e assim continuam. Quanto à oligarquia de riqueza ostensiva, na qual se inclui a classe política, continua arrogante, impune... e não tributada.
No outro extremo, marginais que nunca trabalharam são encorajados a jamais o fazerem, mediante subsídios da Segurança Social, numa pedagogia leviana e suicidária, conquanto que eleitoralmente muito rentável. Não sendo político não necessito de ser politicamente correcto. V.ª Ex.ª sabe, por demais, a quem maioritariamente são entregues os subsídios da Segurança Social: àqueles grupos étnicos que, justamente, perfazem o grosso da nossa população prisional. Assim, in limine, o subsídio é, na realidade, um suborno pago aos marginais para os manter controlados. Dada a maneira como V.ª Ex.ª trata as polícias e a magistratura faz todo o sentido. É mesmo muito inteligente e pragmático. Não sei é se será ético mas, olhando em redor, essa é uma palavra em desuso.
Ora o certo é que a Segurança Social não vive das contribuições dos políticos, - reformados ao fim de oito exaustivos anos de trabalho. Vive das nossas. E V.ª Ex.ª, ao alterar, de forma unilateral e, repito, retroactiva, o contrato que me ligava ao Estado, denunciou esse contrato. V.ª Ex.ª decerto concordará que, se não fosse o Estado mas uma pessoa individual a praticar estes actos, tal teria um nome pejorativo e uma sanção penal. Assim como se se tratasse de uma empresa ou qualquer outra entidade patronal haveria, indiscutivelmente, lugar a uma indemnização por quebra de contrato. Pelo que, reportando-me aos princípios de equidade que seria suposto regerem o país, peço em meu nome, e dos médicos das carreiras públicas, igualdade de tratamento com os senhores deputados da nação, naquilo que V.ª Ex.ª muito bem definiu como «justas expectativas».
Respeitosamente. Coimbra, 28 de Junho de 2005
* Assistente Hospitalar Graduado de Psiquiatria nos HUC
PIlhado no POLITICAEHOUSE

Olha para o que eu digo….

Os Comunas mais tarde ou mais cedo morrem com o próprio veneno que cospem. Louça tem-se deslocado ultimamente numa carrinha Volkswagen de matrícula belga, que pertence ao Parlamento Europeu e foi emprestada ao Miguel Portas. É assim ilegal utilizar meios do Parlamento Europeu para a promoção de um projecto específico de um candidato presidencial. Esta prática além de moralmente inaceitável, constitui na verdade um ilícito fiscal, que deverá ser punido. “

Estado Novo

Mais um blogue de cariz nacionalista . Segundo o Manuel Abrantes:” Pretendo, com esta iniciativa, apresentar ideias politicas e abrir um espaço à discussão”.
Visitem pois o
Estado Novo
.

Bom Sucesso- Figueira da Foz-GNR deteve suspeitos de assalto a farmácia

A Guarda Nacional Republicana (GNR) de Cantanhede, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) deteve, ao início da madrugada de ontem, três indivíduos do sexo masculino, residentes no concelho da Figueira da Foz, identificados como os presumíveis responsáveis pelo assalto a um farmácia na freguesia do Bom Sucesso.
Já nem as pequenas localidades escapam aos assaltos, pelo contrário devido ao quase inexistente policiamento, começam a ser o alvo preferencial dos criminosos.
FONTE

quarta-feira, janeiro 18, 2006

Euro-democracia

A Comissão Europeia (CE) ordenou à Grécia que levante a sua proibição de semear milho geneticamente modificado produzido pela Monsanto. O governo grego baniu essas sementes em Abril de 2005, dizendo acreditar que os produtos apresentavam um perigo de saúde, mas, de acordo com a decisão da CE, a Grécia não conseguiu fornecer a informação necessária para justificar esta medida.
Recorde-se que a Grécia tem constantemente votado contra propostas de novas autorizações de OGMs, tal como acontece com a maioria dos estados membros, mas não houve maioria qualificada no conselho, o corpo decisório dos estados membros, necessária para impedir novas autorizações de OGMs. E como também não houve uma maioria que aceitasse a introdução desses organismos, a decisão foi de volta para a CE para decisão. A CE autorizou-os.•
Ao ilegalizar a opção grega de tentar proteger os seus campos de contaminação por este milho geneticamente modificado, a CE está a demonstrar o respeito que tem pela maioria dos cidadãos da UE e pelas 165 regiões que dizem que não querem OGMs.
A Monsanto está a tentar modificar geneticamente todo o milho europeu nos próximos quatro anos, de acordo com um recente (de 10 de Janeiro) relatório da Friends of the Earth. De momento, a Monsanto tem autorização para introduzir apenas um tipo de milho resistente a pragas na UE. Mas já anunciou aos seus investidores que vê a Europa como a “próxima oportunidade” e sublinhou que, até 2010, há potencial de mercado para introduzir 59 milhões de hectares do seu milho Roundup Ready e 32 milhões de hectares do seu milho YieldGard resistente a pragas. Para além disso, pretende introduzir uma quantidade considerável das suas sementes de soja.
Bruxelas pouco a pouco começa e revelar a sua verdadeira face.
Caso a Constituição Europeia venha a ser aprovada por alguma manobra de bastidores, então até para respirar teremos de pedir autorização aos novos senhores da Europa.

Falange Lusitana

Quase todos os dias encontro um novo blogue nacionalista.
Hoje coube a vez ao Falange Lusitana.

terça-feira, janeiro 17, 2006

28 de Janeiro 2006: Manifestação em memória dos portugueses mortos África do Sul


Organização conjunta e em parceria com a Frente Nacional
Dadas as características deste acto, pedimos que não sejam exibidas quaisquer tipos de faixas. As únicas bandeiras permitidas serão bandeiras nacionais, do PNR, e negras em sinal de Luto Nacional. No próximo dia 28, levantê-mo-las pois, bem alto em memória de todos os portugueses assassinados na África do Sul e em protesto contra o silêncio imposto pelos políticos do Sistema.

PJ não trabalha fora de horas

Actualidade
Greve: Acções suspensas durante a noite


Sem vigilâncias a suspeitos, sem buscas domiciliárias e sem escutas telefónicas fora das horas de expediente. Ontem, primeiro dia de greve às horas extraordinárias, centenas de elementos da Polícia Judiciária vestiram o casaco, arrumaram a secretária e, às 17h30, foram para casa, deixando a polícia a trabalhar com serviços mínimos até às nove da manhã.
Segundo o Correio da Manhã na origem da greve está o facto das horas extraordinárias não serem pagas.
Como qualquer normal trabalhador achamos que os profissionais da PJ devem ter direito a receber as horas extraordinárias.
O tipo de missões e funções dos funcionários da PJ muitas vezes trazidas à cena para justificar algumas diferenças nos pagamentos, reformas e outras regalias, já fica esquecida nestas alturas.
Nunca vi os sindicatos da polícia iniciarem uma greve contra o actual estado da justiça. Quando lhes mexem nos bolsos as acções reivindicativas não se fazem esperara, mas o facto de o seu trabalho resultar na maioria das vezes em nada, por culpa do actual sistema judicial, apesar de um reparo aqui e além não merece da parte dos sindicatos uma acção de protesto.

Tábua e Santa Comba Dão -Detidos por suspeita de tráfico de droga


O Núcleo de Investigação de Crimes de Droga de Coimbra da GNR deteve em Tábua e Santa Comba Dão dois homens e uma mulher por suspeita de tráfico de estupefacientes.
Durante a operação, que decorreu sábado e em que tiveram lugar cinco buscas, foram apreendidas 907,2 gramas de haxixe, 21,2 gramas de cocaína, 123,7 gramas de cannabis, 17 selos de LSD, três veículos, uma balança digital, cinco telemóveis e 755 euros.
Mais um caso de criminalidade organizada no Distrito, este tipo de noticias eram até há pouco tempo raras no Distrito, infelizmente começamos a ser iguais aos piores.